RFID Noticias

RFID soma segurança com sofisticação em mesas sensíveis ao toque

O chaveiro pode servir como uma espécie de controle remoto, para disparar ações em um aplicativo ou no sistema operacional. "Neste momento, a unidade vem pré-configurada para iniciar o teclado", diz Spadaccini. "O sensor RFID interage com uma placa Arduino, relativamente simples, então os clientes precisam programar a placa. Vamos trabalhar com clientes em aplicações para iniciar a navegação".

A mesa, feita em alumínio para aumentar a durabilidade, incorpora uma tela de 55 polegadas LED LCD com uma superfície de 2 cm de profundidade, mais fina do que o de outras mesas de toque do mercado, de acordo com Sherr. A tela contém 40 pontos para toques simultâneos e uma relação de contraste dinâmico de 30.000.000:1 e 240 Hz, diz ele, bem como um sensor de toque de alta qualidade, projetado para fornecer recursos visuais em quase todas as condições de iluminação.

Um leitor RFID é integrado ao pedestal de cada nova mesa de toque Ideum. Um chaveiro contendo um chip RFID passivo de 125 kHz pode ser usado para ativar aplicações e determinar níveis de acesso

Ambas as tabelas vêm com computadores integrados, processadores gráficos dedicados e cartões de comunicação Ethernet, Wi-Fi e Bluetooth, além do leitor de RFID. O modelo Pro inclui uma estação de trabalho expansível Hewlett-Packard com três anos de garantia no local. Segundo a empresa, a versão Pro usa as plataformas de processamento Intel i7-2600 3.4 GHz quad-core e nVidia Quadro 600. A unidade Pro integra também um sistema de som mais potente.

Os dois modelos saem com Windows 7 Professional, da Microsoft, e incluem uma licença vitalícia para o kit de desenvolvimento de software GestureWorks. O GestureWorks é um software de autoria Adobe Systems. Os modelos Pro também têm um conjunto de componentes multitouch da Open Exhibits, a fim de facilitar a programação de exibição. Ambas as versões estão disponíveis em cores personalizadas, bem como o preto padrão.

As tabelas de toque RFID são "incrivelmente robustas, construídas com componentes da melhor qualidade", diz Spadaccini, observando que as mesas custam a partir de cerca de US$ 16.000 e são destinadas a ambientes públicos de exposição, salas de reuniões, instituições de ensino, centros de pesquisa, espaços de varejo e assim por diante. "As unidades são projetadas para configuração e manutenção rápidas e a funcionalidade RFID pode simplificar o acesso administrativo, ou permitam a comutação discreta entre as aplicações de visualização, sem interromper o uso”.

Spadaccini não sabe especificamente como clientes Ideum planejam usar a funcionalidade de RFID, mas diz que está "animado com o potencial." Além das encomendas atuais para as tabelas de RFID, observa ele, "nós também recebemos um pedido personalizado de uma biblioteca que quer usar Near Field Communication (NFC) em um sistema de cartão catálogo virtual".