RFID Noticias

Tecnologia RFID Zela pela Torre de Londres e Suas Peças de Arte

Há dois anos, a Torre de Londres instalou um total de 20 nós sensores Senceive de acordo com o padrão Wi-Fi 802.15.4, quatro dos quais atuaram como repetidores para cobrir os 70 metros de espaço aberto entre a Torre Wakefield a Torre Byward. Os outros 16 nós, divididos entre as duas torres, foram colocados em peitoris de janelas e outros espaços fora de alcance dos turistas para monitorar as temperaturas do ambiente e da superfície assim como a umidade dentro dos dois espaços. "Uma das maiores preocupações da Torre Byward não são as paredes, mas as condições ao redor de uma pintura em particular em uma das paredes, que remonta ao ano de 1390 e retrata a crucificação de Jesus Cristo. Essa é uma pintura muito importante para nós", informou Vlachou. Nesse caso, a Historic Royal Palaces está focada no monitoramento das condições de luminosidade, temperatura e umidade dentro da sala para proteger a qualidade da pintura. A própria obra de arte não pode receber a visita de turistas devido à sua fragilidade.

Os nós na Torre Byward são equipados com sensores para detectar a luz, temperatura e umidade, sendo que todos armazenam dados em tempo real e então transmitem essas informações juntamente com seus exclusivos números de identificação. Outros nós nas proximidades, até 80 metros em um ambiente aberto, capturam essas transmissões a 2,4 GHz e as enviam para outros nós, criando dessa forma uma rede em malha. Um dispositivo à base de energia solar captura então os dados de todos os nós e os transmite para o servidor à base de internet da Senceive através de um sinal GPRS.


Simon Maddison, Diretor de Operações da Senceive
Os funcionários da Historic Royal Palaces podem acessar um website para ver um mapa da fortaleza assim como dados específicos dos sensores sobre as áreas nas quais os nós foram colocados; eles também podem criar análises como tendências a respeito das condições ambientais em cada área em um determinado dia, mês ou ano. De acordo com Vlachou, na verdade, os dados ainda estão sendo colhidos e analisados para uma compreensão completa dessas tendências assim como a determinação dos efeitos provocados pelas condições encontradas nas paredes de pedra e na pintura. Todos os 20 nós instalados para o projeto de dois anos atualmente permanecem em uso e continuam a obter dados dos sensores.

A Senceive também instalou nós sensores no edifício de arquivos da Torre de Londres, que armazena 20.000 desenhos e fotografias de esboços arquitetônicos dos cinco palácios. Nesse local, os itens são armazenados em um cofre subterrâneo, no entanto, a função de transmissão sem fio não foi habilitada já que o sistema não poderia transmitir os dados através das paredes do cofre. Ao invés disso, os sensores funcionaram como coletores de dados, armazenando os níveis de luminosidade, temperatura e umidade. Devido à constatação de que o ar do local está em boas condições para a preservação de documentos, os sensores foram removidos em 2001, após um mês de uso.

"No futuro, a Historic Royal Palaces pode optar por instalar o sistema para monitorar as condições ao redor de uma exposição de tapeçaria na Corte de Hampton," afirmou Vlachou. No entanto, ela acrescentou que nenhum plano específico ainda foi elabo