RFID Noticias

Petrobras Opta pela Tecnologia RFID para Rastrear Tubos de Perfuração

"Uma das nossas metas é garantir que o que está sendo enviado para as plataformas é o equipamento correto," afirmou Redlinger. Antes de fazer o carregamento dos tubos nos caminhões para entregá-los à Petrobras, os funcionários da Weatherford podem ler as etiquetas com leitores RFID portáteis para fazer um registro do que está sendo carregado. O leitor captura cada número exclusivo de identificação das etiquetas e envia essas informações para o software do Sistema de Gerenciamento de Ativos Trac ID (TAM) no servidor back-end da Weatherford através de uma conexão de internet Wi-Fi ou uma conexão GPRS (se nenhum dos dois tipos de conexão estiver disponível, os dados serão armazenados no dispositivo até que possam ser transferidos para um USB cradle conectado a um PC ou até que uma conexão Wi-fi ou GPRS seja encontrada).

Com base no número da etiqueta, o software do TAM recupera dados relacionados aos tubos e os envia para o leitor RFID portátil para que os funcionários possam ver imediatamente os detalhes sobre os tubos e receber um alerta se houver uma inspeção marcada ou se os equipamentos exigirem manutenção.

Antes de serem enviados para a plataforma, a etiqueta pode ser lida novamente por funcionários da Petrobras ou da Weatherford para garantir que o tubo apropriado, inspecionado completamente, seja enviado para a plataforma em alto-mar. "Os funcionários da Petrobras também podem utilizar um leitor RFID portátil na plataforma em alto-mar para confirmar os dados de qualquer tubo etiquetado," acrescentou Redlinger.

Quando a Petrobras tiver terminado de usar os tubos na plataforma, eles serão enviados de volta para a Weatherford, onde um inspetor usará novamente o leitor RFID portátil para ler a etiqueta RFID. O inspetor fará então suas observações enquanto examina o tubo, prestando atenção, por exemplo, em quaisquer mudanças relevantes na dimensão do tubo. A perfuração pode, por exemplo, desgastar o exterior de um tubo e se a redução em diâmetro for muito grande, o tubo deve ser consertado ou substituído.

Embora a implantação do sistema ainda esteja em seus estágios iniciais com a previsão de que aproximadamente 7.500 tubos sejam etiquetados até o final de 2010, Redlinger prevê que quando o sistema tiver sido completamente implantado, a Weatherford terá um maior acesso aos dados sobre as condições de cada item e poderá usar o software para prever a necessidade de inspeções e consequentemente programá-las de forma mais eficiente. "Acredito que isso fará com que sejamos melhores no que fazemos com o fornecimento de dados técnicos relevantes de inspeção e uso quase que imediatamente e permitirá que possamos oferecer um serviço que beneficiará o nosso cliente," explicou Redlinger.

"As etiquetas RFID Trac ID anexadas aos tubos de perfuração são capazes de fazer uma leitura automática dentro dos poços de petróleo. No entanto, a Weatherford e a Petrobras não possuem planos imediatos para utilizá-las dessa forma," disse Vonlanthen.