RFID Noticias

Varejista lança RFID em 1.000 lojas este ano

O grupo Foschini irá implantar a tecnologia em suas marcas em toda a África do Sul, com o intuito de aumentar a precisão de estoque para mais de 95%

Por Claire Swedberg

14 de agosto de 2019 - A varejista de moda sul-africana The Foschini Group (TFG) lançou uma solução RFID UHF em 500 lojas ao longo de um período de quatro meses para sua marca Markham, com planos de aplicar RFID em toda a empresa. O objetivo da TFG é levar a precisão do seu inventário para entre 95 e 98 por cento, evitando, assim, indisponibilidade de estoque nas lojas, enquanto possibilita vendas "compre online e pegue na loja" (BOPIS, da sigla em inglês), em breve. O programa foi lançado em fevereiro de 2019 e a empresa espera implantar a tecnologia em 1.000 lojas até o final deste ano.

Martin Kurc, gerente sênior de processos de negócios e operações da TFG, e Michelle McCann, gerente de projetos de RFID da empresa, apresentaram sua estratégia com a tecnologia e suas experiências no RFID Journal LIVE! Retail @ RetailX, realizado em Chicago em junho de 2019. A solução foi fornecida pela RIoT Insight. Com o sistema instalado, diz Kurc, a empresa pode contar o estoque em uma loja de 51.000 unidades em apenas algumas horas, normalmente por um único funcionário, enquanto o mesmo processo com contadores de inventário de código de barras levou vários dias com a equipe completa da loja.

O grupo Foschini é uma empresa da Cidade do Cabo com 28.000 funcionários. Vende artigos domésticos e esportivos, assim como joias e marcas de moda feminina e masculina, em toda a África do Sul e no mundo. Ao todo, a empresa opera 4.000 lojas com 28 marcas, vendendo produtos em 32 países e cinco continentes, e há 12 milhões de compradores fidelizados apenas na África do Sul. Uma marca da TFG é a cadeia de lojas masculinas Markham, que tem uma longa história (a marca existe desde que a Levi Strauss foi criada), mas atualmente está focada em uma abordagem moderna e mais digital das vendas.

"O comportamento do consumidor moderno está mudando e precisamos inovar para acompanhar os tempos", disse Kurck. No entanto, disse, seja vendendo produtos online ou em lojas físicas, "a precisão do estoque é a base: você não pode vender o que não tem". Em cada loja, os funcionários são encarregados de contar o estoque quase que diariamente, o que significa que seu tempo se gasta nos esforços de vendas. "Nosso maior desafio", diz ele, "é levar os funcionários de contadores de estoque a comerciantes".

A empresa recebeu um mandato para transformar seu foco em compras digitais. "A RFID faz parte da mudança digital que está transformando nossos negócios", afirma Kurc. "Nós fomos em frente, com todas as armas. Se temos um compromisso, vamos em frente". De fato, acrescenta, a implantação das marcas TFG pode ser um dos maiores projetos de RFID do mundo e, também, um dos mais rápidos.

O TFG realizou este lançamento acelerado com foco em seus principais objetivos, diz McCann. "Sentimos que a precisão do estoque era o nosso ponto de partida", acrescenta. Para começar, McCann explica: "decidimos que queríamos um piloto, mas o foco não era provar a tecnologia ou o retorno do investimento". Em vez disso, a empresa queria usar o piloto para identificar parceiros de RFID e desenvolver uma metodologia e abordagem para um lançamento acelerado. O piloto ocorreu em seis lojas, com tags sendo lidas nesses locais regularmente. Os dados foram capturados pelo software RioT Insights, que interpretou essas informações e encaminhou os dados de inventário para o software de planejamento de recursos empresariais (ERP) da empresa.

O planejamento piloto começou em março de 2018, e a empresa deu o pontapé inicial em seis lojas em abril. Em junho, escolheu um fornecedor de etiquetas e, em agosto, começou a marcar. No final de setembro, os produtos marcados chegavam às lojas do piloto. Em fevereiro deste ano, o TFG começou a distribuir a tecnologia para as lojas Markham e equipar o pessoal da loja com leitores portáteis.