RFID Noticias

Tecnologia combate desperdício de alimentos

A tag responde transmitindo seu próprio número de ID exclusivo, bem como todas as medições de temperatura realizadas desde a última leitura. Esses dados são então armazenados no software baseado em nuvem da Zest Fresh, que os usuários podem acessar a partir de um dispositivo móvel ou desktop baseado em Android ou iOS. Os dados coletados podem não apenas alertar os usuários sobre um problema, mas também fornecer dados históricos para fins analíticos, identificando tendências, como esperas prolongadas que ocorrem em locais específicos ou o aquecimento de mercadorias em determinados momentos

O sistema permite que os membros da cadeia de suprimentos capturem dados sem parar para buscar um registrador de dados ou registrar informações de temperatura manualmente. "Damos a eles a visibilidade que captura os dados automaticamente", diz Mehring. Os usuários podem identificar quando as condições estão fora dos parâmetros aceitáveis e, em seguida, resolver esse problema tomando medidas corretivas, como mover um produto à frente de outro inventário para pré-resfriamento, para que ele alcance uma loja com frescor suficiente.

Até agora, Mehring relata que aqueles que usam a tecnologia têm expressado surpresa ao descobrir que suas operações não são tão consistentes quanto pensavam que eram. Ao visualizar dados sobre condições atuais e informações históricas, acrescenta, as empresas podem modificar suas operações para se tornarem mais eficientes e, em última análise, melhorar o prazo de validade das mercadorias que vendem.

Maior eficiência na cadeia de suprimentos também pode reduzir o desperdício de consumo de energia e alimentar mais pessoas, observa Mehring. Além disso, os dados de tendências fornecidos pelo software permitem que as empresas identifiquem gargalos ou ineficiências e também ajudam a criar métricas para cálculos de vida de prateleira mais precisos. Esses dados podem ser usados para identificar a origem de um problema, bem como para provar onde os problemas não ocorreram para os membros da cadeia de suprimentos (o que significa que uma parte não foi responsável pelo estrago inicial). Até o momento, diz Mehring, o sistema provou reduzir o desperdício de varejo em cerca de 50% ou mais.