RFID Noticias

Adler Modemärkte adota robô RFID

Com visibilidade real de inventário em 45 lojas, a varejista de moda prevê expandir a tecnologia robótica para todos os seus 175 estabelecimentos até 2021

Por Claire Swedberg

25 de julho de 2019 - A cadeia alemã de lojas de roupas Adler Modemärkte está expandindo seu uso da tecnologia RFID. O sistema consiste em um robô conhecido como Tory, que possui um leitor RFID UHF e antena que coleta dados andando automaticamente ao longo das lojas. A tecnologia foi fornecida pela empresa de tecnologia RFID MetraLabs.

A Adler é uma das maiores cadeias de varejo na Alemanha, com lojas em todo o país, bem como na Áustria, Luxemburgo e Suíça, vendendo principalmente marcas próprias para mulheres, homens e crianças, embora cerca de 25% de seus produtos Durante anos, ela aplicou tags RFID UHF em seus produtos de marca, a fim de gerenciar melhor as contagens de estoque à medida que os itens passam por seu centro de distribuição e lojas, reduzindo assim o risco de mercadorias saírem do estoque.

Com a implantação RFID, o objetivo de Adler tem sido a de aumentar a sua precisão de inventário e evitar o extravio de mercadorias no interior de suas lojas. Embora a empresa tenha usado a sua equipe para rastrear inventário e devolver o produto para o lugar adequado nas prateleiras das lojas e displays, isto não torna a tarefa mais eficiente, diz Patrick Schiller, CIO da Adler Modemärkte.

A empresa começou a trabalhar com a MetraLabs em 2015, quando testou a capacidade do Tory para ler etiquetas de vendas dos funcionários para identificar a presença e localização de mercadoria da loja. O teste do robô ocorreu em algumas lojas.

"Durante o piloto, os desafios físicos da tecnologia RFID foram a principal consideração", diz Schiller. A primeira versão do Tory, com suas 11 antenas, lê a uma faixa de mais de 7 metros até 10 metros. Essa versão lia tags através das paredes. Como tal, os algoritmos de software para contagem de ações têm de ser ajustados regularmente, a varejista pintou as paredes da área de armazenamento com tinta de proteção RFID.

O robô Tory vem com um leitor de RFID UHF, uma matriz de antenas desenvolvidas para ele, e sensores a laser e câmara para identificar seu caminho e localização atual. O seu diâmetro é de 50 centímetros, enquanto a torre da antena no meio pode estender-se a mais do que 23 centímetros. A leitura do robô é de aproximadamente 0,5 a 1 metro e cerca de 250 etiquetas por segundo, que é a velocidade de marcha normal. No entanto, isto pode variar, diz Johannes Trabert, co-fundador da MetraLabs e sócio executivo. Sua memória pode armazenar mais de um milhão de tag lê. o robô envia os dados coletados para um servidor através de um Wi-Fi ou conexão com fio.