RFID Noticias

Tecnologia automatiza reabastecimento de varejista

A Wild Store está aproveitando a RFID em seu Centro de Distribuição e em duas lojas para aprimorar o controle de estoque e oferecer mercadorias online

Por Claire Swedberg

2 de julho de 2019 - A Wild Store lançou uma solução baseada em RFID em suas duas lojas sediadas na Holanda para permitir o reabastecimento automático de mercadoria vendidas em sua loja ou online. O sistema, da RFKeeper de Israel, consiste em inlays RFID EPC UHF incorporados nas tags rígidas de cada produto, como bem como leitores fixos e de mão e software baseado em nuvem. O sistema RFID fornece confiabilidade de estoque para permitir o seu reabastecimento automático.

Com a tecnologia em funcionamento, a empresa tornou-se capaz de garantir que seu inventário seja preciso para quem compra produtos online ou na loja física. A solução foi colocada em operação em maio deste ano e foi instalada em seu Centro de Distribuição (CD) e em duas lojas em Dinteloord e Hoeven.

Os funcionários utilizam um leitor portátil para ler itens etiquetados
A Wild Store, uma varejista de roupas de propriedade familiar, foi lançada há quase um século como De Wildt Family Fashion. Atualmente, a empresa permanece sob a posse da família de Wildt, vendendo roupas e calçados para homens, mulheres e crianças. Vende seus produtos nos locais Dinteloord e Hoeven e opera um CD na cidade de Oudenbosch, onde os produtos chegam dos fornecedores e são encaminhados para as lojas conforme necessário. Em 2013, a empresa modernizou suas operações oferecendo uma loja online para compradores da internet.

Mais recentemente, a empresa queria garantir que sua loja na web pudesse confiar na precisão do estoque (apresentando apenas os produtos disponíveis) e também permitir que os produtos fossem comprados na loja física. A Wild Store está planejando um programa de reabastecimento automático para garantir que as mercadorias não fiquem sem estoque e para garantir que, se um cliente comprar um item e quiser buscá-lo em uma loja, o produto estará esperando quando ele ou ela chega.

Para permitir dados precisos sobre pedidos de reposição, a Wild Store começou a investigar a tecnologia RFID em 2017, de acordo com Arjan de Wildt, o atual proprietário e bisneto do fundador da empresa. "Nosso interesse pela RFID começou devido à nossa necessidade de reposição automática com alguns fornecedores", afirma. A empresa introduziu um sistema de intercâmbio eletrônico de dados (EDI) para garantir que os produtos fossem encomendados quando atingissem um nível mínimo de estoque.

No entanto, a empresa descobriu que os pedidos nem sempre eram precisos. "Nós sentimos que às vezes os reabastecimentos automáticos não eram do tamanho ou da cor que precisávamos", diz Wildt, o que aconteceu devido à variação na contagem de estoque. "Então comecei a procurar uma solução". Os códigos de barras exigiam dois ou três dias para que os funcionários digitalizassem cada item de uma loja para fins de contagem de estoque, de modo que a empresa só realizava essas contagens uma vez por ano.