RFID Noticias

Dispositivo IoT-BLE reduz custo para teste

A STMicroelectronics oferece aparelho por US$ 45, plug-and-play, com sensores e aplicativo, para qualquer pessoa experimentar soluções de Internet das Coisas

Por Claire Swedberg

6 de junho de 2019 - Esforçando-se para levar a tecnologia da Internet das coisas (IoT) àqueles com o mínimo de conhecimento técnico, a STMicroelectronics lançou um dispositivo de IoT plug-and-play de baixo custo com sensores, incluído um aplicativo, para permitir que qualquer pessoa com um smartphone comece a testar uma solução de IoT. O sistema SensorTile.box funciona como uma ferramenta de experimentação acessível, a um preço abaixo de US$ 45. A solução é voltada não apenas para usuários iniciantes sem habilidades de programação, mas também para pesquisadores acadêmicos, integradores de sistemas e desenvolvedores de nuvem.

O produto visa a atingir um novo público da tecnologia IoT: aqueles sem conhecimento técnico. "Nós identificamos certas necessidades no mercado, e é por isso que no ano passado decidimos desenvolver este kit", diz Edoardo Gallizio, gerente de marketing de produto da STMicroelectronics. Um desses requisitos, diz, é para pessoas que não são especialistas, mas têm boas ideias e casos de uso para poder experimentar uma tecnologia anteriormente desconhecida.

O SensorTile.box
Com isso em mente, a empresa explica que o SensorTile.box foi projetado para ser facilmente configurado para começar a coletar dados de sensores, e também para desenvolvedores de nível médio no que a STMicroelectronics chama de "modo de exploração", como pesquisadores universitários, engenheiros experientes ou grandes empresas que procuram construir suas próprias soluções. Com o SensorTile.box, a empresa pretende expandir sua base de clientes fornecendo ferramentas para que não especialistas se tornem especialistas. A tecnologia IoT pode fornecer uma "interface entre o mundo e os dispositivos", diz Gallizio, acrescentando: "acreditamos realmente que uma das vantagens da tecnologia é que é cada vez mais fácil para as pessoas realizarem isso".

O aparelho inclui acelerômetros, sensores de temperatura, medição inercial, magnetômetro, pressão e umidade e um microfone para detecção de áudio. Já está sendo usado para rastrear dados sobre indivíduos e animais, a empresa indica, e para manutenção preditiva de equipamentos. Os casos de uso incluem um pedômetro simples para rastrear o movimento, a detecção de bebês que choram, o monitoramento ambiental e rastreamento de mercadorias, e como um inclinômetro e registrador de dados do sensor. Por exemplo, o microfone pode ser usado para detectar voz ou som, enquanto o sensor de pressão pode aproximar a altitude (como o andar no qual o dispositivo está localizado). A vibração pode ser rastreada através do acelerômetro para diversas finalidades, incluindo a identificação de terremotos em potencial.

Em um caso, o SensorTile.box está a caminho do ponto mais alto da Terra, armazenado no bolso do alpinista italiano do Monte Everest, Luca Colli. O nó está ajudando-o a medir seus movimentos e condições nas condições extremas da montanha, incluindo pressão do ar, temperatura, densidade de oxigênio e atividade. Depois de completar sua escalada, o módulo será devolvido para a Itália para análise. O processador EM32 integrado do dispositivo captura os dados do sensor e usa o recurso Bluetooth Low Energy (BLE) para transmitir informações ao telefone do usuário, onde o aplicativo baseado em Android ou iOS pode capturar e fornecer dados baseados em condições.

O dispositivo tem uma bateria interna que pode ser recarregada através de um cabo USB. Ele pode ser configurado para o modo de desenvolvedor, permitindo que os usuários ativem ou desliguem sensores individuais para otimizar seu consumo de energia, bem como combinar dados de vários sensores para melhorar a precisão geral dos dados. Os usuários também podem calibrar sensores individuais. Além disso, o nó emprega um núcleo de aprendizado de máquina LSM6DSOX e extensões de inteligência artificial (AI) para uso por indivíduos mais avançados, permitindo um sistema com reconhecimento de padrões para uso em atividades de rastreamento ou ambientes baseados em medições de múltiplos sensores.