RFID Noticias

Novo circuito promete habilitar trilhões de tags

A Impinj considera seu novo circuito integrado sua inovação mais significativa desde o lançamento do chip Monza EPC UHF, em 2005

Por Claire Swedberg

1 de abril de 2019 - A empresa de tecnologia de Internet das Coisas (IoT) Impinj desenvolveu novas tecnologias para circuitos integrados (ICs) que conduzirão a uma série de chips RFID RAIN menores e mais funcionais. Por fim, relata a empresa, os novos chips permitirão que seus parceiros de tecnologia façam etiquetas e rótulos com distância de leitura, confiabilidade e velocidade significativamente melhoradas.

As novas ofertas resultarão em chips conhecidos como série de terminais IC Impinj M700. A companhia diz que está trabalhando com um seleto grupo de parceiros de tecnologia RFID para testar, validar e garantir a disponibilidade de inlays RFID contendo os novos ICs, conforme novos produtos serão anunciados. A Impinj demonstrará a funcionalidade dos chips na conferência e exposição RFID Journal LIVE!, que acontecerá a partir de amanhã, em Phoenix, Arizona, nos Estados Unidos. O evento será em língua inglesa, sem tradução.

Jeff Dossett
"O que estamos introduzindo são inovações tecnológicas sobre as quais uma nova série de chips M700 será desenvolvida e lançada", diz Jeff Dossett, vice-presidente executivo de vendas e marketing da Impinj. O novo design permite uma redução significativa do tamanho dos ICs, o que, segundo Dossett, será capaz de superar modelos anteriores.

O novo processo, aproveitando os recentes avanços em semicondutores, segue a Lei de Moore - a teoria de que o tamanho do circuito integrado diminui pela metade a cada dois anos. A Impinj conseguiu reduzir a área lógica do chip, explica Dossett, permitindo que fornecesse um IC de última geração menor e com melhores recursos.

Esta mudança tecnológica culmina uma década de inovação, diz Dossett, e representa o anúncio mais significativo da Impinj desde o lançamento do seu primeiro produto RFID UHF EPC, o chip Monza, em 2005. A série M700 será a primeira a ser construída usando este novo design. A empresa espera que os novos ICs possibilitem etiquetas pequenas, eficazes e de baixo custo que possam ser aplicadas a itens do dia-a-dia, incluindo bens de consumo pequenos e baratos, para fins de autenticação da marca, prevenção de perdas ou outros aplicativos.