RFID Noticias

Edifícios falam sobre sua própria conservação

Internet das Coisas permite que gestores de prédios saibam sobre as condições de diversos equipamentos da edificação via WhatsApp

Por Claire Swedberg

28 de março de 2019 - O hotel Hyatt Regency London - The Churchill está aproveitando uma solução de Internet das Coisas (IoT) usando sensores sem fio e com fio para coletar dados sobre como seu sistema de aquecimento, ventilação e ar condicionado (HVAC) está funcionando em tempo real. O sistema, conhecido como Bopstem, é fornecido pela empresa de soluções de automação e inteligência WiseState.

Desde que o piloto do hotel foi lançado no início de 2018, a empresa de tecnologia lançou a solução comercialmente para permitir que os gerentes da instalação visualizem a funcionalidade dos equipamentos que operam seus edifícios. Este ano, a empresa levou a solução um passo adiante, permitindo que os usuários acessem os dados comunicando-se com os prédios. O novo recurso, apelidado de Talking Building (Edifício Falante), permite que os gerentes usem telefones celulares para fazer perguntas sobre qualquer parte das funções de uma estrutura, e então receber uma resposta do sistema na forma de comentários escritos e gráficos.

O sistema compartilha informações dos edifícios com os seus gestores via WhatsApp, por exemplo
O Hyatt Regency London - The Churchill, o primeiro cliente da WiseState com Bopstem, incorporou o recurso Talking Building em dezembro de 2018. A WiseState é uma empresa de tecnologia IoT que desenvolve e vende soluções de gerenciamento de instalações e construção. O objetivo é abordar os desafios dos gerentes de edifícios que tentam monitorar várias condições em uma ou várias instalações.

Os hotéis oferecem mais um desafio, já que as operações de um prédio incluem as condições para dezenas ou até centenas de quartos individuais. Isso significa que os gerentes devem ficar de olho em possíveis falhas antes que elas ocorram. Os desafios de tais gerentes centram-se em "seus recursos limitados e a necessidade de atender diferentes áreas com requisitos muito diferentes em termos de conforto dos hóspedes", diz José Luis Cardenas Duenas, diretor de produtos da WiseState. Ao mesmo tempo, as empresas de hospitalidade estão mais pressionadas do que nunca para aumentar sua eficiência energética. Isso significa que equipamentos com defeito ou consumo de energia desnecessário devem ser rapidamente identificados e corrigidos.

A WiseState desenvolveu o sistema Bopstem para permitir que os gerentes não apenas visualizem as condições dentro de seus edifícios, mas também criem estratégias de controle com base nessas condições. Dessa forma, por exemplo, eles podem configurar um diagnóstico indicando uma possível falha de um equipamento, com base nos níveis de temperatura ou outras leituras selecionadas pelos sensores. Os gerentes podem receber alertas em seus smartphones.

O software Bopstem reúne dados do sistema HVAC, bem como dos sensores sem fio WiseState, que usam uma conexão Wi-Fi ou celular para transmitir dados para um gateway. O próprio gateway executa a computação na borda, de acordo com Cardenas Duenas, e encaminha as informações coletadas para o servidor WiseState. Ao realizar o gerenciamento de dados na borda, o sistema pode garantir que funcionará corretamente, mesmo no caso de uma perda temporária de conexão com a internet. Também reduz a quantidade de dados enviados do gateway para o servidor.