RFID Noticias

Módulo RFID traz autonomia para instalações

O módulo leitor UHF ThingMagic EL6e, da JADAK, tem processador e antena integrados para tornar as implantações mais rápidas

Por Claire Swedberg

14 de março de 2019 - A empresa de tecnologia JADAK lançou um novo módulo leitor RFID UHF destinado a permitir a rápida implantação de soluções RFID sem exigir Especialização em RFID por parte de integradores de sistemas ou usuários. O módulo inteligente ThingMagic EL6e da empresa vem com uma opção para uma antena interna ou uma porta de antena para uma antena montada externamente, bem como um processador embutido que permite que seja programado e gerenciado como uma solução independente, eliminando assim a necessidade da integração de software para a maioria das implantações de RFID.

A empresa espera que o novo módulo torne as implantações em saúde e outras indústrias mais simples para fabricantes de equipamentos originais (OEMs) - como fabricantes de armários inteligentes ou quiosques, por exemplo - bem como integradores de sistemas que instalam as soluções RFID. O JADAK já oferece três famílias de módulos: o Nano, o Micro e o Micro LTE e o M6e.

Módulos de leitura EL6e e Elara
Tradicionalmente, a empresa fornece a seus clientes kits de desenvolvimento para ajudá-los a criar soluções que pudessem ser instaladas e integradas nas instalações de seus clientes, diz Annika Matas, gerente sênior de produto para soluções de RFID da JADAK. No entanto, os desenvolvedores solicitaram um produto leitor de RFID que oferecesse uma solução completa para não apenas ler tags, mas processar os dados capturados - um programa que pudesse ser programado de forma independente, de acordo com as necessidades de uma implantação de leitor específico.

"O feedback que tendemos das empresas OEM é que elas não querem ser especialistas em RFID", diz Matas. "Nós atuamos como especialistas em RFID, mas, em algumas circunstâncias, eles expressaram querer uma solução que seja mais fácil de usar". O módulo vem com seu próprio mecanismo RFID, explica, enquanto simplifica ainda mais a implantação, fornecendo uma antena ou porta interna para uma antena externa, dependendo das necessidades de um usuário específico.

"Com poder de processamento", afirma Matas, "você pode programar os perímetros" em cada dispositivo sem precisar de um computador separado. Assim, os OEMs poderiam pré-carregar os requisitos para eventos de leitura para um dispositivo específico. Devido a essa capacidade de ser programada independentemente, ela observa, o módulo suporta fluxos de trabalho autônomos.

O novo módulo utiliza a diretriz Interface de Comunicação RAIN (RCI) para comandos simplificados do leitor, lançada em setembro de 2018. A diretriz foi estabelecida para oferecer uma maneira mais fácil para os integradores de sistemas controlarem os leitores de qualquer marca por meio de um único comando de perfil, eliminando a necessidade de interfaces de programação de aplicativos (APIs) para permitir que programas de software se comuniquem.