RFID Noticias

Empilhadeiras inteligentes encontrarão contêineres

A Marinha dos EUA está se preparando para implantar leitores de RFID UHF para gerenciar a localização e o movimento de cargas náuticas

Por Claire Swedberg

21 de janeiro de 2019 - A Marinha dos Estados Unidos (EUA) está se preparando para alavancar as empilhadeiras usadas em seus estaleiros para permitir que uma solução baseada em RFID e GPS rastreie contêineres em quatro píeres. O sistema permitirá que a Marinha colete dados sobre onde os contêineres carregados ou vazios estão localizados, lendo tags RFID UHF passivas por meio de interrogadores RFID com o GPS, montado em empilhadeiras que se movem pelo pátio.

Com o sistema, fornecido pelo National Center for Manufacturing Sciences (NCMS ou Centro Nacional de Ciências de Fabricação) e que emprega tecnologia da Venture Research, a Marinha poderá visualizar facilmente os locais de seus produtos, bem como gerenciar melhor o armazenamento e o movimento desses produtos. As instalações serão realizadas no Estaleiro Naval de Puget Sound, na Estação Naval de Pearl Harbor, no Estaleiro Naval de Portsmouth e na Estação Naval de Norfolk.

Uma empilhadeira se move ao redor do pátio, equipada com leitor de RFID
O NCMS atua como consultor e gerente de projetos para ajudar a Marinha a entender e implantar novas tecnologias para o esforço militar dos EUA. Não só ajuda a selecionar sistemas, mas também orquestra a implantação e atua como um supervisor. O NCMS e a Marinha colaboram nesses projetos há mais de 20 anos, diz Nicholas Brown, gerente de projetos do NCMS. Esses projetos incluíram manufatura aditiva, desenvolvimento de plataforma de software e melhoria de processos estratégicos.

Em dezembro de 2017, a Marinha entrou em contato com o NCMS para discutir uma solução de gerenciamento de contêineres. "A Marinha estava buscando uma solução para localizar ativos móveis em grandes áreas, incluindo ambientes externos", lembra Brown. A agência militar buscou um sistema que permitisse identificar não apenas que os ativos estavam em um determinado porto ou pátio de estocagem, mas também sua localização exata no local determinado. A maioria dos sistemas RFID exige leitores fixos para realizar a localização. Em vez disso, o NCMS queria uma solução que pudesse fornecer leituras RFID e dados baseados em GPS, sem exigir uma infraestrutura fixa de leitores em cada pátio.

Os estaleiros navais da Marinha contêm grandes quantidades de equipamentos móveis, explica Brown, como trailers com 40 pés de comprimento (perto de 12 metros). "Manter o controle é uma tarefa assustadora que a tecnologia RFID móvel pode simplificar", afirma. "Simplificar seus processos libera recursos para executar outras funções, economizando dinheiro".

A Marinha tem vários requisitos para qualquer hardware em seus locais de atuação. O sistema teria de ser classificado como IP67 e fornecer RFID e GPS integrados em um dispositivo montado em empilhadeiras, de acordo com John Baker, presidente da Venture Research. As forças armadas também exigem a certificação de Risco de Radiação Eletromagnética a Obstrução (HERO) - teste que determina se as unidades atendem aos requisitos eletromagnéticos para garantir segurança em torno de material bélico.

A Marinha solicitou propostas de sua rede de fornecedores de tecnologia para dispositivos de rastreamento de empilhadeiras. "Tivemos vários participantes licitando", diz Brown, "com a Venture Research ganhando em 2018". O desenvolvimento das instalações começou em setembro.