RFID Noticias

NFC auxilia prevenção de incêndios

Além disso, o trabalhador pode visualizar instruções, como quais medidas devem ser capturadas - teste de pressão, por exemplo. O CMMS vem com um dashboard voltado para o cliente, para que a empresa de manutenção de sprinklers, gerentes de construção e chefes de bombeiros possam ver dados sobre inspeções e manutenção, como onde eles ocorreram, quais serviços foram prestados, quando e por quem.

O sistema também fornece análises, permitindo determinar onde a eficiência está sendo comprometida. Por exemplo, se um funcionário fizer check-in no prédio, leva 45 minutos para liberar várias camadas de segurança para chegar ao primeiro equipamento, os detalhes relativos a esse atraso podem ser compartilhados com o cliente para que os processos possam ser melhorados.

Desde que o sistema entrou em operação no arranha-céu, a RAEL reduziu a necessidade de visitas repetidas e diminuiu o tempo de inatividade do equipamento, garantindo que as inspeções e a manutenção ocorram a tempo. Além disso, diz Robinton, o trabalho é mais rápido para os técnicos, que relatam ter completado 20% das ordens de serviço 24% mais rápido devido ao acesso automático aos dados.

O sistema foi instalado este ano. A empresa agora tem planos de anexar as etiquetas a outros equipamentos de missão crítica, como HVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado), refrigeradores e equipamentos de cozinha. "Tornamos a integração realmente amigável", afirma Kohler. Com a tecnologia em vigor, diz, "é muito mais fácil expandir a solução se eles quiserem adicionar ativos". Enquanto isso, a Automated Decision está fornecendo a solução baseada em RFID com seu CMMS e aplicativo em vários prédios de Nova York - para a RAEL, bem como para os clientes da RAEL.