RFID Noticias

IoT se alia à segurança alimentar nas fábricas

Assistência Laboral Qualificada
Sistema como os de Internet das Coisas podem não apenas preencher as lacunas entre os departamentos, diz Wright, mas também assumir o trabalho que antes era gerenciado por funcionários qualificados. Na verdade, observa, quando se trata de desafios tanto na manutenção quanto na higienização das usinas de processamento, a preocupação número um é contratar e reter mão de obra qualificada. Muitos funcionários são de curto prazo, podem perder a experiência para responder a uma ampla variedade de desafios – como um motor com falha ou condições inesperadas – e podem não falar inglês como primeira língua.

Portanto, embora a fábrica tenha procedimentos operacionais e de segurança adequados, com sensores capturando dados para entender as condições do equipamento e a atmosfera ao redor do produto, os funcionários nem sempre respondem adequadamente aos dados. "A maioria das plantas é muito boa em montar as próprias instalações de segurança alimentar", afirma Wright. "Seguir o plano é o que pode ser mais difícil".

Com a solução Somax, os sensores podem coletar dados frequentemente, minuto a minuto. Anteriormente, essa tarefa era executada manualmente e com muito menos frequência. O software configura parâmetros que não devem ser excedidos, incluindo os níveis de temperatura ou vibração. Se os dados indicarem um problema, o software usa todos os dados baseados em sensores disponíveis para determinar a melhor ação corretiva. Por exemplo, se um motor está superaquecendo, este pode determinar quais etapas são necessárias para solucionar problemas, reparar ou substituir o equipamento antes que possa falhar.

Os usuários da fábrica podem carregar um celular ou tablet executando o aplicativo Somax, baseado em iOS ou Android. Ao receber um alerta, eles se reportam ao local de interesse e seguem as etapas fornecidas para resolver o problema. Uma vez terminado, então selecionam essa solicitação e encaminham uma solicitação ao oficial de controle de qualidade ou garantia de qualidade.

O sistema solicita ao departamento de sanitização que despache um trabalhador para higienizar adequadamente a área, a fim de evitar a contaminação do produto. Em seguida, o software armazena dados referentes aos procedimentos concluídos e fornece à fábrica um registro desse evento, junto com notificações, caso não ocorram procedimentos adequados.