RFID Noticias

BNDES publica conteúdo integral do Plano IoT

A horizontal Infraestrutura de conectividade e interoperabilidade será essencial para que IoT se dissemine no país. Seus objetivos são: (1) ampliar a oferta de redes de comunicação em conformidade com as demandas por serviços de IoT; (2) articular o tema de IoT em políticas públicas de ampliação de soluções e infraestrutura para conectividade; e (iii) promover a interoperabilidade e padronização de redes, dispositivos e soluções de IoT.

Por fim, a horizontal Regulatório, segurança e privacidade será um elemento habilitador importante para impulsionar a adoção de IoT. Seus objetivos são: (1) endereçar barreiras da regulamentação de telecomunicações, com vistas a acelerar o desenvolvimento de aplicações IoT; (2) criar um marco regulatório de proteção de dados pessoais adequado para fomentar a inovação e a proteção aos direitos individuais; (3) identificar e tratar questões regulatórias específicas nas verticais priorizadas; e (4) estabelecer desenho institucional adequado para enfrentar os desafios em privacidade e segurança para IoT.

A estruturação de um Plano de Ação de IoT para o Brasil, diz o banco, é um marco fundamental, pois permite a consolidação de uma visão estratégica sobre Internet das Coisas. Sua construção colaborativa engajou diversos atores dos setores público e privado, de associações empresariais à academia. Além de um levantamento de iniciativas representativo do ecossistema de IoT, esse processo de construção colaborativa potencializou o compromisso de atores-chave com o prosseguimento das ações do plano. O engajamento desses atores é uma valiosa contribuição deste estudo para o progresso de IoT.

Segundo o BNDES, o Plano de Ação proposto não se limita às iniciativas do estudo ou à estrutura de governança que o conduzirá nos próximos cinco anos. “Este estudo técnico, conduzido de forma inovadora, servirá de base para o Plano Nacional de Internet das Coisas, que está próximo de ser instituído mediante publicação de um Decreto da Presidência da República. Ao identificar os principais gargalos para a expansão de IoT e propor um conjunto robusto de iniciativas para endereçá-los, permitirá que o país se torne protagonista em seu desenvolvimento”, diz o documento.

O maior desafio agora, segundo as autoridades, reside na implementação das iniciativas e a continuidade do engajamento dos diversos atores necessários para o sucesso do Plano. No entanto, completam, o resultado do esforço será recompensado com impactos volumosos na economia e na qualidade de vida dos brasileiros.

Para ter acesso aos relatórios do Estudo de IoT no site do BNDES ou no site do MCTIC, clique aqui e aqui.