RFID Noticias

Sistema evita desperdício de tempo

Por isso, como o primeiro de vários passos que visam a automatizar a gestão de contêineres no campo, a Toter está oferecendo seu próprio sistema A&D para gestão dos novos recipientes para residências ou empresas, utilizando um leitor RFID portátil para criar um registro de cada contêiner. "Nós desenvolvemos a tecnologia para coletar dados e apresentá-los de volta para o caminhão", afirma DiFoggio.

Com o novo sistema ToterTrax, quando os recipientes são fabricados, a tag Squiggle já é incorporada em cada carrinho e o software ToterTrax permite que um leitor de RFID, não só possa ler o número de identificação único codificado a essa tag, mas também escrever dados sobre o carrinho na memória da etiqueta. O número de série e o número Electronic Product Code (EPC) são então armazenados juntos no software.

Nick DiFoggio
A Toter oferece recipientes para cada cliente ou, se solicitado, às residências ou locais de negócios servidos por esse cliente. Os entregadores de carrinhos levam um leitor RFID UHF portátil que se comunica, através de uma conexão Bluetooth, com um tablet robusto que executa o aplicativo proprietário ToterTrax, listando todos os endereços onde caixas precisam ser deixadas.

Para a entrega, os trabalhadores abrem o aplicativo e selecionam o endereço apropriado. Eles, então, usam o computador de mão para capturar o número da etiqueta de identificação e o número de série da caixa, também escrito na tag. Essa informação é enviada para o servidor baseado em nuvem através de uma conexão celular. O tablet não só envia a leitura RFID de dados vinculados ao endereço, mas as coordenadas GPS são armazenados com esse endereço, bem como, permite ao cliente da Toter saber a localização exata do contêiner.

Os trabalhadores podem, então, iniciar sessão no servidor e visualizar informações atualizadas sobre qual contêiner foi entregue para cada endereço. De acordo com DiFoggio, a empresa utiliza uma variedade de leitores RFID off-the-shelf.