RFID Noticias

Confecção reduz gastos com horas extras

Graças ao uso de tags RFID, vários processos internos da fabricação de peças de roupas ganharam agilidade, segundo relata Cabral. "Os benefícios foram muitos, dentre eles a economia de tempo do trabalho em equipe e a confiabilidade da entrada de mercadorias. O próximo passo será implantar um carrinho para a coleta dos produtos e localizar os itens dentro da expedição, agilizando ainda mais o processo de faturamento".

Apesar de a codificação não adotar ainda o padrão EPCglobal da GS1, a PL Confecções prevê que as lojas para as quais os produtos são encaminhados façam uso das tags para controlar seus estoques ou para incrementar a experiência de seus consumidores. "As tags já estão inseridas nas roupas, portanto, agora basta as lojas utilizarem a tecnologia", afirma Sérgio Gambim, CEO da iTag.

Sacos plásticos com roupas embaladas para remessa aos clientes: os dados de identificação estão registrados em tags RFID coladas do lado de fora dos pacotes
Algumas das marcas que contratam a PL Confecções para fabricar suas roupas de grife, dentro dos seus padrões de qualidade e estilo, e que têm lojas próprias já estão planejando testar o controle de estoques por RFID, segundo Cabral. "Os representantes dessas empresas que estão vendo os ganhos de agilidade e a redução de custos e de erros em nossos processos já demonstraram interesse em adotar a tecnologia".

Como o middleware da iTag se comunica com o sistema de gestão utilizado pela fábrica, ou seja, o VirtualAge (adquirido pela Totvs), todo o controle de produção e remessas se tornou transparente para a administração da companhia. "O banco de dados está hospedado na VirtualAge por cloud computing", diz Cabral. "Hoje a etiqueta RFID está sendo colocada no acabamento quando a roupa chega na expedição. O setor de entrada faz as entradas pelos portais", completa.

A distribuição de informações sobre os processos de produção, recepção e remessa de produtos para os gestores da PL Confecções facilita a tomada de decisões. Na área de logística, por exemplo, como os sacos plásticos com roupas embaladas para remessa aos clientes contém os dados de identificação registrados em tags RFID coladas do lado de fora dos pacotes, o embarque nos caminhões também atingiu um grau elevado de automação, reduzindo erros praticamente para zero.