RFID Noticias

Westar Energy rastreia transformadores

Cada caminhão tem uma tag RFID anexada ao seu para-brisa e codificado com um número de identificação único ligado a dados relacionados com o veículo e, se for o caso, ao contratante. Quando um veículo vazio chega ao portão, os leitores capturam o evento e enviam a informação através de comunicação sem fio.

O caminhão é carregado com os postes e transformadores necessários. O motorista ainda preenche o formulário de papel para fins de redundância, em seguida, conduz o veículo para fora do portão. O sistema RFID capta esse evento e assim determina que as mercadorias sejam removidas, assim como a empresa e veículo.

O pessoal da Westar coleta e processar os formulários preenchidos pelos motoristas. Cada dia, eles comparam registros de inventário do sistema de mainframe da empresa e a solução RFID. Se discrepâncias são anotadas, diz Boswell, um membro da equipe caminha pelo pátio com um leitor Motorola (Zebra) MC3190-Z handheld, capturando o número de identificação de cada tag e recolhendo assim um inventário atualizado desses ativos. Com RFID, a empresa sabe quem levou o equipamento, se algo vai faltar e tem um registro de quando precisa adquirir postes ou transformadores específicos.

Boswell relata que a tecnologia está reduzindo os custos do trabalho e tornando a equipe mais eficiente, pela garantia de que as contagens de inventário são precisas. Também tornou mais fácil se certificar de que o estoque de postes e transformadores não caia abaixo de um limite específico em cada local.