RFID Noticias

Westar Energy rastreia transformadores

Estes processos tinham seus desafios típicos de nem sempre incluirem informação completa, legível e precisa, levando a incertezas em relação ao que estava no pátio. Realizar contagens de inventário era um processo complicado, manual e feito uma vez por ano, a empresa relata.

Com o sistema RFID, a fabricante de postes ae Westar aplica tags UHF XtremeRFID personalizadas para durabilidade que são parafusadas ao final de cada unidade. O fabricante do transformador atribui etiquetas RFID robustas Metalcraft que podem transmitir dados para os leitores sem a interferência do transformador de metal.

A Westar realizou vários meses de testes de durabilidade com a tag em 2013, Boswell explica, a fim de assegurar que as etiquetas, quando ligados a postes e transformadores, poderiam suportar os rigores da entrega ferroviária, movimentações e serem empilhados sobre caminhões. Funcionários aplicaram diferentes marcas e modelos de etiquetas para postes e transformadores e, em seguida, os transportavam para identificar os melhores tipos de tags, colocação de etiquetas e localização de antenas de leitor.

Vários desafios surgiram durante a instalação, de acordo com John Rommel, diretor de vendas e marketing da American RFID. O portão de uma instalação fiava aberto para uma rua onde outros caminhões Westar passavam, por isso, a empresa teve de instalar as antenas de modo a ler apenas as tags dos caminhões desejados. Isto também exigiu que os algoritmos no software fossem ajustados para assegurar leituras corretas.

Quando foram concluídos os testes de durabilidade, a American RFID instalou os leitores FX9500 da Motorola Solutions (agora parte da Zebra Technologies) em cada portão de todas as três instalações, com múltiplas antenas em cada local para capturar dados que indicam se um veículo está chegando ou saindo.