RFID Noticias

Siniav começa cobrando pedágios

A iniciativa é resultado da Resolução 4.281/2014, publicada em fevereiro de 2014 pela ANTT. A regra dispõe sobre a padronização, implementação e operação do novo padrão de Arrecadação Eletrônica de Pedágio nas rodovias reguladas pela ANTT. Leismann explica que o sistema vai facilitar o controle da operação de cobrança e de pagamento da tarifa.

Com a regulamentação, o usuário poderá contratar o serviço por meio de pagamento a vista, pré-pago ou pós-pago; realizar a transação em cabine específica, onde não há necessidade de parada; evitar filas nas cabines manuais; e diminuir o consumo de combustível, de emissões de gases poluentes e de custos do veículo, como freios e suspensão.

Diversos são os fornecedores e empresas de tecnologia e serviços que fazem parte do processo de Arrecadação Eletrônica de Pedágio. Alguns exemplos são a Acura, Kapsch, Q-Free, Honeywell (Intermec), BR-id, Autofind, Compsis, TelVent, Indra, Tecsidel, Telectronica, Gea, entre outras.

As Administradoras de Meios de Pagamento (Amap) têm de ser homologadas pela ANTT para operar. São elas aMove+, DBTrans (Auto Expresso), Conectcar e CGMP (Sem Parar). Os benefícios para o cliente variam de empresa para empresa e estão disponíveis nos websites de cada AMAP.

Pela nova regra, todas as concessionárias de rodovias federais devem contratar as empresas Amap autorizadas pela ANTT e, para operar, uma concessionária deve ter contrato assinado com a Amap autorizada, além de preencher os pré-requisitos de testes do sistema e implantação de sinalização padronizada pela ANTT.