RFID Noticias

Jornalistas levam tags para test drive

A solução é um sistema de RFID envolvendo um cartão de PVC branco Smartrac feito com um chip Impinj Monza 4D UHF RFID chip incorporado num distintivo usado por motoristas autorizados, bem como uma etiqueta de pára-brisa dipolo com um inlay Smartrac Dogbone (Monza 4QT), em cada veículo. O número de identificação único da tag de pára-brisa de um veículo é armazenada com o ID codificado da pessoa, além de informações sobre esse motorista, como a empresa e seu nome. Um membro autorizado da Driving Events pode então entrar no Driving Events Tracking Tags website, para ver os dados.

O software hospedado fornece todas as informações sobre onde a tag do motorista foi lida, juntamente com as instâncias de um motorista. "Você pode adicionar eventos e configurá-los, adicionar todos os hóspedes, carros e rotas no sistema”, explica Santiago Depares Aguilar, gerente de vendas da Dipolo RFID. O software também oferece análises que mostram, através da integração com o Google Maps, onde cada veículo e jornalista está. Após o evento, a Driving Events pode então compartilhar esses dados com o seu cliente-fabricante de automóveis.

Santiago Depares Aguilar
Quando um motorista leva um carro para um novo local, como para um hotel, ou de volta para instalação da empresa automobilística, o indivíduo é atendido por um trabalhador da Driving Events equipado com um leitor portátil Nordic ID. O empregado da Driving Events pode, então, ler rapidamente os IDs codificados no crachá RFID do motorista e a tag no pára-brisa do veículo e aprovar a chegada ou partida do mesmo. Os dados coletados são armazenados na unidade de mão ou enviados diretamente para o servidor por uma conexão Wi-Fi ou de celular.

Montaner acredita que a tecnologia RFID tem mostrado o seu valor. "Estamos melhorando evento após evento", diz ele. "Basicamente, temos melhorado o nosso timing. Para nós, o futuro desta tecnologia é usá-la em cada evento que fazemos".

O primeiro evento, Nissan Live, foi realizado no ano passado na capital da Eslováquia, Bratislava, e se estendeu durante um mês com cerca de 4.000 jornalistas. O mais recente evento a usar a solução foi a conferência SEAT, ontem, 21 de junho, em Barcelona.