RFID Noticias

Solução reduz extravio de amostras de minerais

Quando os recipientes estão cheios de amostras de terra, as tags são lidas novamente, o que indica que estão cheios e um outro evento de leitura acontece quando são retornados para um contêiner de transporte ou embarcados no navio. Além disso, o pessoal no local registra a profundidade e as coordenadas GPS específicas de cada amostra extraída e vincula essas informações ao número de identificação. A Weatherford pode então acessar os dados em nuvem para saber o tipo exato e número de amostras a caminho.

Quando Weatherford recebe esses recipientes, os trabalhadores podem confirmar que os itens foram entregues. Se o pessoal de laboratório estiver buscando uma amostra específica, pode colocar o leitor portátil em modo de contador Geiger e caminhar ao redor dos contêineres até que localize a amostra.

Depois de 10 meses de testes, o sistema entrou em operação em um único navio de perfuração em janeiro deste ano. De acordo com Johnston, a Weatherford pretende implantar esta solução RFID em todas as suas 43 filiais em todo o mundo, muitas das quais servem clientes tanto no mar como na terra.

Com a tecnologia, a empresa espera reduzir sua taxa de perda de amostras em 95%. As economias baseadas na redução das perdas serão significativas, acrescenta, já que o equipamento usado para extrair as amostras de terra subaquáticas custa centenas de milhares de dólares por dia de operação. Assim, a perfuração para obter amostras adicionais pode custar caro.

Além disso, Johnston observa, o tempo que os trabalhadores gastam procurando amostras "será reduzido drasticamente: deve cair de horas para minutos".