RFID Noticias

Empresas usam sensores diante da seca

A evapotranspiração é o movimento da água na atmosfera a partir do solo e da vegetação. Toda a planta perde água através da transpiração em um ritmo diferente, então, uma fórmula que responde por fatores climáticos atuais e um coeficiente específico da planta ou plantas a serem regadas determina o nível de umidade do solo.

A combinação destas várias fontes permite que o software crie um plano de irrigação para cada zona na propriedade de um usuário final. As zonas são estabelecidas com base em fatores tais como o tipo de plantas, a quantidade de luz solar ou sombra que cada planta recebe, a inclinação da terra e o seu aspecto. O plano é continuamente atualizado com base nas condições atuais e previsões meteorológicas.

Além disso, a HydroPoint verifica suas estimativas para a evapotranspiração em cada site irrigado com sistemas de rastreamento meteorológicos próximos, que também monitoram os níveis de evapotranspiração. Na Califórnia, por exemplo, usa dados obtidos a partir do California Irrigation Management Information System para comparação.

As primeiras tentativas de contar apenas com sensores de umidade do solo se mostraram pouco confiáveis, Espanha diz, bem como foi difícil escalar para grandes propriedades. Por isso, explica ele, a empresa se baseia em dados meteorológicos.

Para garantir que a água não seja perdida por vazamentos nos sistemas de irrigação, a HydroPoint instala sensores dentro de tubos de irrigação para detectar vazamentos, que podem criar desperdício e custos para os usuários. Se um sensor detecta a presença de uma fuga, desliga automaticamente a secção de tubo de irrigação na qual o vazamento foi descoberto e emite um alerta para o sistema HydroPoint po ligação de celular. Com base na preferência de um usuário, este alerta também é enviado a um gestor de água no local ou a terceiros que fazem a gestão de paisagismo e mantém o sistema.

Na Califórnia, o DWR está olhando para operadores de paisagens, campos de golfe, cemitérios e outras grandes propriedades para fazer cortes significativos no uso da água.

Richard Restuccia, que dirige soluções de gestão da água para a ValleyCrest Landscape Companies, uma empresa que projeta, instala e mantém sistemas de irrigação para estes tipos de usuários de água (e que também é um revendedor HydroPoint), diz que a abordagem fundamental para a gestão da água deve mudar para permitir a economia de longo prazo.

"O que vimos no passado, em termos de gestão da paisagem, é algo que não parece bom", diz, acrescentando que a falta de água não é necessariamente a principal razão para a pobre fitossanidade. "Muitas vezes, a empresa que cuida de uma paisagem não tem de pagar pela água e os custos de desperdício vão para o proprietário". Mas isso, diz ele, está mudando.