RFID Noticias

RFID CoE e GS1 certificam cinco novos profissionais

Wilson Cruz, executivo da GS1 Brasil, reforça que o RFID CoE é um laboratório acreditado pela GS1 para realizar uma série de testes na área de RFID e, além disso, possui um programa de capacitação bem consolidado. "A nossa parceria é muito importante e já vem de muitos anos. O acordo para realizar esta certificação surgiu quase que naturalmente, visto que o mercado é carente de uma formação estruturada e embasada".

Wilson Cruz
No processo de certificação, segundo Cruz, que também ministrou parte do curso, já que a certificação é uma das iniciativas de educação da GS1 Brasil, o RFID CoE entra com todo o embasamento teórico e prático da tecnologia RFID e a GS1 com a expertise em padrões de identificação (EPC-Código Eletrônico de Produto), captura e compartilhamento de informações. "A certificação é uma vantagem competitiva, porque demonstra que o profissional está melhor preparado para apoiar empresas que querem implantar a tecnologia".

Depoimentos de alunos

O aluno certificado Frederico Pereira afirma que o documento é importante para comprovar a qualificação do profissional na área RFID. "Como trabalho com essa tecnologia há algum tempo, achei necessário obter essa certificação", diz. Pereira implanta projetos, desenvolve aplicações e realiza testes de performance e desempenho de etiquetas RFID, que planeja aumentar o número de projetos utilizando a tecnologia RFID. "Pretendo também alterar algumas práticas de implantação, aplicando o conhecimento adquirido principalmente no treinamento preparatório para a obtenção do certificado".

O certificado Francisco Rodrigues diz que o seu objetivo profissional foi adquirir uma melhor qualificação profissional e ampliar o conhecimento sobre a tecnologia, uma vez que o mercado está cada vez mais exigente. "Aqui no RFID CoE trabalho com o desenvolvimento de soluções baseadas na tecnologia de RFID aplicadas na cadeia produtiva, logística, varejo e logística reversa", explica. "Com o conhecimento adquirido, espero aplicar a tecnologia de maneira mais eficiente, alcançando melhores resultados e em um tempo menor, bem como ampliar as possibilidades".

Já o certificado Renan Fazzani, da SV Consultoria, decidiu obter a certificação porque a empresa em que trabalha queria ter um profissional certificado na área de RFIS, visando ao mercado de trabalho e contando com um diferencial para novas oportunidades. "Tenho desenvolvido trabalhos que utilizam a tecnologia como forma de acesso a estacionamentos inteligentes, portais para evacuação de área de risco e um sistema chamado Safe Area, cuja prioridade é garantir a integridade física dos operadores em seu ambiente de trabalho", relata.

"As expectativas são muito positivas, pois com uma certificação deste nível abre novas oportunidades de mercado, sendo um diferencial para atrair novos clientes e conquistar o mercado que abrange a tecnologia".