RFID Noticias

Stanley Black & Decker aumenta eficiência industrial

Desde a instalação do sistema, Gilbert relata que a saída de produtos aumentou, sem atrasos e as anomalias nas linhas de montagem puderam ser identificadas e tratadas em tempo real. Os níveis de estoque caíram, porque o reabastecimento ocorre agora de forma mais comedida e consistente, enquanto a eficiência do trabalho aumentou, uma vez que os operadores gastam menos tempo na espera para ativar uma linha de montagem.

Finalmente, Gilbert diz que a taxa de peças defeituosas por milhão foi reduzida em 16 por cento, uma vez que um defeito agora pode ser identificado mais rapidamente. Como resultado, mais de tais defeitos podem ser evitados, em tempo real.

O sistema RFID tem melhorado o rendimento da produção e a eficiência do trabalho, reduzindo a quantidade de estoque armazenado no local para reabastecimento
Com base no sucesso da instalação, Frederick afirma que a Stanley Black & Decker de Reynosa pretende ampliar o uso do sistema para todas as suas dezenas de linhas de montagem. Como o sistema não necessita de cabos para instalação, acrescenta, pode ser implantado rapidamente ou ser movidos para as linhas de montagem de novos produtos. De acordo com Frederick, a tecnologia poderia ser usada em todas as Stanley, globalmente.

Desde que o sistema passou a operar, diz DeSimone, o principal benefício foi a comunicação instantânea em tempo real utilizando rede sem fio Cisco, existente no site. "Vemos a produção em tempo real, com todas as unidades completas ao final do processo de montagem", diz ele, "o que garante que as linhas estão cumprindo suas metas". As tags AeroScout RFID ativas, diz, "permitem que os líderes da linha de montagem notifiquem as equipes de imediato, minimizando o tempo de inatividade. Como as etiquetas RFID ativas da AeroScout Industrial também são baseados em localização, as equipes sabem exatamente onde há problemas na fábrica".

Os operadores da linha têm sido fundamentais para a personalização do sistema para suas necessidades específicas, segundo DeSimone. "A nossa linha de produção viu como a solução funciona testando os botões das tags", diz ele, que pensou em implantar as tags Wi-Fi na linha para alertar os funcionários sobre as cinco mais frequentes questões: segurança, qualidade, materiais, manutenção e testes de fim de linha. "Nossa equipe realmente ficou animada com as soluções da AeroScout Industrial, que se encaixam bem aos nossos esforços contínuos de melhoria de fabricação".