RFID Noticias

Saúde está no foco dos fornecedores de tecnologia

Diversas soluções deste tipo estão disponíveis no Brasil, sendo que o diferencial da Agfa é o de centralizar as informações numa plataforma única. Por exemplo, a solução para estimular que os funcionários lavem suas mãos sempre que visitarem um leito e, em seguida, forem atender outro paciente já tem similar nacional. A empresa Senfio, criada com a missão de promover o avanço tecnológico utilizando a tecnologia RFID em produtos e serviços, desenvolveu um sistema, com base em um crachá inteligente, um dispenser monitorado e sensores de presença, que monitora quais profissionais de saúde estão higienizando suas mãos devidamente, prevenindo infecções (leia mais em Sistema brasileiro garante higienização de mãos em hospitais).

No RFID Journal LIVE! Brasil 2012, João Ricardo Tinoco de Campos, diretor de enfermagem do Instituto Data Rio de Administração Pública, informou que a Unidade de Pronto Atendimento de Saúde (UPA) de Mesquita, no Rio de Janeiro, havia instalado um sistema de RFID, fornecido pela Atrio Rio Serviços para melhorar o controle de medicamentos e a limpeza de ativos, a fim de reduzir a incidência de infecções hospitalares. No evento, Campos afirmou que a medida poderia levar a uma redução de 80% na taxa de infecções hospitalares.

Além disso, o Hospital Israelita Albert Einstein, um dos mais conceituados da América Latina, implantou um projeto de rastreabilidade utilizando a tecnologia RFID, com capacidade de rastreabilidade e visibilidade. A solução foi customizada de acordo com a demanda do hospital e oferece controle de temperatura das geladeiras e localização de um conjunto de aproximadamente 500 equipamentos médicos, por meio da rede sem fio do hospital. O objetivo é liberar os profissionais da instituição para atividades focadas no atendimento aos pacientes de maneira mais ágil e eficiente. Além disso, a solução foi projetada para ampliar a capacidade de controle sobre a utilização e o direcionamento dos recursos internos.

Sistemas na nuvem, criados e desenvolvidos no país, também já oferecem uma ampla gama de possibilidades e aplicações. Segundo Armando Lucrécio, gerente do laboratório do FIT, o serviço de identificação por radiofrequência do RFID Center of Excellence (RFID CoE), disponível na núvem, pode prestar serviços para qualquer setor de atividades. "Nossa plataforma pode ser integrada para oferecer serviços também para o setor de saúde, pois independe do ramo de atuação da empresa usuária", afirma Lucrécio.