RFID Noticias

Empresa rastreia ativos e protege propriedade intelectual

Para os clientes da Applied Technology, diz Saigal, a RFID fornece garantia de que o paradeiro de seus produtos está sendo monitorado. "Quanto vale o wafer de um cliente?", pergunta Saigal, acrescentando: "A IP vale milhões". As empresas estão usando tags nas caixas de wafers. As etiquetas RFID não podem ser conectadas diretamente aos wafers em si, observou ele, uma vez que as etiquetas são consideradas demasiadamente sujas para serem levadas a um ambiente de "sala limpa", onde a Applied Materials testa o equipamento que faz para a fabricação de chips.

Chillers (refrigeradores que a Applied Materials utiliza nos seus processos) e outros equipamentos de grande porte também estão sendo etiquetados para que a empresa saiba seus locais. "Agora temos controle", afirmou Saigal. "Nós sabemos exatamente o que temos no laboratório. Isso permite à empresa evitar a compra de equipamentos não necessários".

Um mandril eletrostático com uma tag RFID Xerafy incorporada
Ao selecionar uma solução, a Applied Materials inicialmente aborda cinco provedores de soluções RFID. "Dois profissionais viram o nosso problema e disseram que não poderiam ajudar", disse Saigal. Três outras empresas, incluindo a TagIt, fizeram ofertas e a TagIt acabou selecionada. De acordo com Saigal, a Applied Materials procurava uma solução com flexibilidade para satisfazer as suas necessidades específicas e não apenas uma cópia de um sistema já fornecida a empresas de outros setores. "Nós não somos um armazém", disse ele. O ruído de RF, por exemplo, pode representar um problema dentro do ambiente de laboratório, com o trabalho à base de plasma. "Você não pode simplesmente instalar", afirmou Saigal. "Você tem de planejar".

A TagIt desenvolveu uma solução que consiste em leitores portáteis Motorola Solutions para controle de estoque, com portais de RFID com leitores fixos Alien Technology ALR-9900+ instalados em portas. As tags RFID EPC Gen 2 passivas Confidex e Xerafy estão ligadas a cerca de 1.700 itens e usa-se Wi-Fi em 10 por cento das peças de mais alto valor. O software da TagIt interpreta e gerencia todos os dados e fornece um painel que apresenta informações como a quantidade de ativos em mãos, localização e que ativos podem necessitar de substituição. O software TagIt também identifica a localização de cada item, usando algoritmos específicos.

Quando a Applied Materials recebe uma peça de equipamento ou um target que deseja acompanhar, um trabalhador atribui uma etiqueta RFID UHF passiva ao item ou à caixa em que está armazenado. O número de identificação exclusivo da tag relaciona o produto no software de TagIt, residente em sistema de back-end da Applied Materials.