RFID Noticias

T-Systems demonstra solução M2M desenvolvida no Brasil

O WatchDog foi concebido para controlar o fluxo de trabalho da linha de produção, procurando manter um ritmo estável. "Caso perceba alguma anomalia na produção, o sistema gera um evento de parada e solicita que os usuários da linha justifiquem a mudança no fluxo. Por meio deste controle integrado, torna-se possível observar os gargalos e mitigar possíveis erros".

Outra ferramenta desenvolvida pelo time de Ribeiro é o AeroScout MobileView, que favorece o rastreamento, localização, status e condições de bens e de pessoas. "A plataforma de software baseada na internet tem uma gama completa de visualização, relatórios, gerenciamento e opções de alertas automáticos. Fornece dados de visibilidade e exportação de dados para uma variedade de outros sistemas. Unifica dados de visibilidade de várias fontes, tais como tags da AeroScout [ativas, que funcionam com baterias], clientes WiFi, RFID passivo, GPS e sensores, e transforma estes dados em processos de negócios automatizados, proporcionando uma solução de software escalável e confiável", atesta Ribeiro.

A solução da T-System envolve ainda o middleware de RFID, o iVES Engine Device. A ferramenta trabalha a comunicação com diversos dispositivos RFID, capturando as leituras, filtrando e consolidando dados, e os distribui entre as várias aplicações que os utilizam. "Este recurso monitora ativamente os status dos dispositivos e gera alertas em caso de problemas. Tudo isso por um gerenciador de configuração integrado", relata Ribeiro, ressaltando a independência de fabricantes de hardware, já que o sistema se conecta com leitores fixos de fabricantes como Impinj, Motorola, Intermec ou qualquer outro que suporte o protocolo LLRP, leitores portáteis da Motorola e Intermec e impressoras Zebra, Datamax e Intermec.

"Nosso middleware suporta qualquer tag RFID com o padrão EPCGlobal Gen2 – ISO 18000-6C – como as de fornecedores como a Valid, Confidex, Omini-ID e Torres. A integração com outros sistemas pode ser efetuada através de arquivo de texto, banco de dados, HTTP/POST, e-mail, MSMQ e chamadas SAP/RFC. Possui mecanismos de garantia de entrega da informação, como número de tentativas de entrega e contingência, como gravar em arquivo texto caso não consiga mandar um e-mail, por exemplo".