RFID Noticias

Sensores simplificam manutenção de aeronaves

A tecnologia enfrenta desafios, diz Haas, porque a variação de temperatura, choques e vibrações dos pneus tornam impossível instalar um dispositivo com baterias, como um RFID ativo . Em vez disso, a solução passiva recupera os dados de temperatura e pressão e, em seguida, envia essa informação para o leitor. O chip de 1024 bits de memória pode armazenar outros dados, tais como a localização do pneu.

Os usuários também podem realizar outras análises de dados históricos, usando o seu próprio programa de software ou uma simples planilha Excel. Desta forma, podem determinar a vida útil dos pneus, quais precisam ser recarregados etc.

O leitor handheld SmartStem é colocado sobre o medidor de pressão que transmite a temperatura, a pressão do pneu e o número de identificação
O sistema SmartStem já é certificado para uso em determinados tipos de aeronaves e atualmente está sendo utilizado por várias empresas de jatos privados e companhias aéreas. Operadores de jatos privados enfrentam desafios únicos quando se trata de monitoramento de pressão dos pneus e o processo normalmente deve ser realizado por um mecânico certificado pela FAA.

A Crane está atualmente buscando a certificação FAA para instalar o medidor em vários outros tipos de aeronaves, não só para a indústria de jatos particulares. A solução está disponível para Bombardier, além de vários Cessna e Learjet. A empresa espera ter em breve a tecnologia disponível a bordo de aviões da Boeing e Airbus.

Os usuários podem comprar um kit que inclui um leitor portátil, um carregador e instruções escritas para o uso. A Crane vende a solução diretamente para os clientes e através de fornecedores ou fabricante de aeronaves.