RFID Noticias

Inteligência artificial ajuda atletas de basquete a melhorar desempenho

O aplicativo 94Fifty, rodando no telefone ou tablet, permite uma variedade de funções. Um jogador pode usá-lo para seguir um dos 50 desafios durante quatro níveis diferentes para fotografar e manipular a bola (um desafio, por exemplo, envolve a criação de uma "cesta de 14 pés fora do drible") e acompanhar a sua história. Esse indivíduo pode receber dicas de treinamento, indicando a velocidade da bola, arco, backspin e força drible, bem como o feedback sobre as formas em que o desempenho pode ser melhorado. Os jogadores também podem compartilhar os resultados em redes sociais, como Twitter ou Facebook, e ver os resultados semelhantes de outros jogadores ao redor do mundo, ou competir com eles em tempo real, com um painel de avaliação instantânea indicando quem ganhou.

O módulo do sensor da bateria embutido é recarregável sem fio, diz King, através da antena da bobina que recebe energia a partir de um bloco de carga Qi, usando tecnologia baseada no padrão Qi Wireless Power Consortium para a transferência de potência indutiva elétrica.

O chip de DSP e a tecnologia Bluetooth incorporada na bola não só podem processar e transmitir dados dos sensores, mas também receber informações de um telefone celular. Por exemplo, a app de telefone do usuário pode enviar uma atualização de firmware para a bola de basquete, em determinado momento, e também pode desativar a bola quando o jogo acaba, a fim de preservar a vida da bateria. A bola, então, religa automaticamente quando driblar três vezes. Tipicamente, a bateria tem energia suficiente para durar oito horas de jogo.

A empresa visa inicialmente a solução para jogadores individualmente, mas tem a intenção de lançar uma versão para equipes, bem como uma que permita que um treinador possa armazenar e acessar dados sobre o desempenho de todos os membros de sua equipe em um único telefone. A bola disponível em dois tamanhos, medindo 28,5 polegadas ou 29,5 polegadas de diâmetro será vendida por US$ 295.

Em 2014, a empresa também pretende lançar uma bola de futebol inteligente que emprega a mesma tecnologia, para rastrear e compartilhar dados de desempenho dos jogadores.