RFID Noticias

Showroom permanente coloca RFID na moda

“Além disso, entendemos de etiquetas e sabemos que não há adesivo universal. Por isso, o nosso conhecimento em etiquetar produtos, somado aos nossos conhecimentos e investimentos em RFID, nos tornam bastante competitivos”.

Os fornecedores de RFID que se juntaram em parceria para montar o showroom permanente no Brás têm em mente que o ponto de partida da tecnologia RFID está no segmento de moda. “O ramo de confecção é o carro-chefe, embora outros mercados também precisem das soluções que esta tecnologia oferece”, afirmou Gaspar. “Os custos atuais já permitem utilizar RFID até em produtos de pequeno valor, até cosméticos e bebidas”.

Empresas parceiras no showroom montado no shopping atacadista Mega Polo Modas

“Em alguns setores”, completou, “até faz sentido substituir os códigos de barras por RFID, mas na maioria o que funciona mesmo é agregar as duas tecnologias”, explica Gaspar, dizendo que o preço unitário do RFID comparado ao Código de Barras não permite uma análise correta de qual é a melhor solução: “Não é o preço que temos de verificar, mas o custo da operação de um e de outro”, defendendo que a RFID oferece vantagens maiores do que os Códigos de Barras nas operações das empresas.

Na entrada, nas letras de RFID, estão quatro leitores para acusar a saída irregular de produtos

No showroom, o visitante pode saber exatamente do que se trata esta questão apresentada por Gaspar, relacionando preço, custo e benefício das tecnologias. “Estamos preparados para fazer a conta da redução de custos provocada pelo investimento em RFID”, ressaltou.