RFID Noticias

ProTech Sales implanta RFID para Anadarko Petroleum

A solução é uma Xerafy MicroX II RFID, com uma tag presa a cada válvula. A ProTech anexou as etiquetas em todas as 5.000 válvulas nos campos da Anadarko em Brighton e outra em Salt Creek, com um adesivo epóxi.

"Nosso processo foi impecável", diz Arnim, observando que em 2011 as tags foram desenvolvidas para trabalhar com eficácia em metal. Na verdade, acrescenta, o alcance de leitura da tag MicroX II é suficiente para que os inspetores ou operadores realizem seu trabalho. As tags Xerafy não só são robustas e funcionam bem em metal, mas "podem resistir a variações de temperatura entre -40 graus e 482 graus Fahrenheit [-40 graus e 250 graus Celsius]". A ampla faixa de leitura é importante para localizar válvulas na superfície e, potencialmente, fora do alcance dos inspetores, sem usar um elevador.

Para gerenciar os dados coletados na leitura, a ProTech projetou uma solução conhecida como Ontrase, usando o software fornecido pela idsTAG. O software interpreta os dados de cada leitura de RFID por dispositivos móveis e, em seguida, armazena os dados.

Funcionários da ProTech e Anadarko estão equipados com leitores portáteis ATID AT870 e laptops. Para anexar as tags nas válvulas, empregados da ProTech usaram os computadores portáteis com um leitor RFID SkyeTek SkyeReader SR70 USB ligado a ele. Era mais fácil para o pessoal usar o laptop com o seu teclado e tela maiores para esta tarefa do que teria sido por um leitor portátil.