Notas do Editor

Quem é o culpado pelo ritmo relativamente lento da adoção de RFID?

Alguns dizem que são os usuários finais que estão muito cautelosos quanto ao investimento, mas podem ser os fornecedores de soluções

Por Mark Roberti

10 de dezembro de 2018 - Estava conversando com o CEO de uma empresa de RFID de médio porte na semana passada. Ele reclamou do ritmo lento da adoção de tecnologias de identificação por radiofrequência (RFID) e colocou a culpa por esse problema diretamente nos usuários finais. "As empresas se tornaram conservadoras demais", disse. "Os CEOs têm medo de perder seus números trimestrais e não querem se arriscar. A inovação desapareceu".

Ofereci um ângulo diferente, no entanto. Primeiro, disse, o ritmo de adoção pode não ser mais lento do que para outras tecnologias. O PC foi inventado por volta de 1980, mas não foi até meados da década de 1990 que as vendas realmente começaram a acelerar. A RFID UHF passiva foi introduzida em 2005 e não atingiremos a marca de 15 anos para essa tecnologia até 2020, então a adoção pode estar num caminho semelhante ao dos PCs.

Em segundo lugar, é possível que o problema não seja o fato de os CEOs não estarem dispostos a investir na tecnologia, mas os CEOs não estarem cientes do poder da tecnologia. Normalmente, as empresas de tecnologia gastam cerca de 15% de sua receita total em marketing. Não há nenhuma empresa de RFID que gaste perto disto. Se eu tivesse que adivinhar, diria que a maioria gasta menos de 2% em marketing, enquanto muitos gastam quase nada.

Em seu livro Escape Velocity, Geoffrey Moore escreveu que as empresas devem orçar a mesma quantia para marketing que fazem para o desenvolvimento de produtos. Portanto, se uma empresa gasta US$ 300.000 para desenvolver um novo leitor de RFID, deve reservar US$ 300.000 para a promoção sustentada desse produto também. Posso dizer com um alto grau de confiança que isso nunca aconteceu na indústria de RFID. A maioria das empresas desenvolve um novo produto, em seguida, publica um comunicado de imprensa... e só.

Isso significa que a maioria dos potenciais compradores de sistemas RFID não sabem quais soluções existem no mercado, quais novos produtos foram lançados que podem atender às suas necessidades ou até mesmo quais empresas vendem etiquetas RFID, que vendem leitores e vendem software. Isso significa que as empresas que buscam uma solução de RFID devem gastar muito tempo fazendo muitas pesquisas para descobrir se há uma solução que atenda às suas necessidades.

Recebo vários e-mails toda semana de executivos que estão frustrados porque não conseguem descobrir se há uma solução adequada para os problemas de negócios com os quais lidam. Eu faço o meu melhor para ajudar, mas a indústria não pode escalar se estiver confiando em uma pessoa para conectar compradores e vendedores.

Entendo que as empresas de RFID precisam tomar decisões difíceis sobre como usar seus recursos, assim como os potenciais compradores de tecnologia RFID têm que tomar decisões difíceis sobre investir ou não em novas soluções tecnológicas. Eu suspeito que a falta de adoção rápida é devida tanto à cautela do usuário em relação ao investimento quanto à falta de promoção das empresas de RFID, mas como os benefícios do RFID são provados todos os dias, ele eventualmente assumirá e crescer rapidamente. Tenho certeza disso.

Mark Roberti é o fundador e editor do RFID Journal.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »