Notas do Editor

O que aflige a Microsoft

Se a Microsoft quer ser mais como a Apple, precisa ter visão e assumir riscos. Isso significa apostar que pode transformar mercados onde pouco está acontecendo em um que esteja explodindo, assim como a Apple fez com os MP3 players, smartphones e tablets. A Apple não esperou que o mercado de tablets decolasse (e que alguém o dominasse) antes de criar o iPad. A Apple criou um produto para um mercado que era praticamente moribundo, mas criou um tablet tão convincente que o mercado inevitavelmente decolou.

A Microsoft poderia fazer isso com a RFID? Absolutamente. O mercado de RFID está esperando por alguém que possa entregar um produto atraente que possa impulsionar a sua adoção. Todas as outras peças do quebra-cabeças – padrões, etiquetas e leitores confiáveis, problemas de negócios que outras tecnologias não podem resolver – já estão arrumadas. Mas é preciso ter visão e coragem para apostar dinheiro onde ninguém mais está apostando. Isto é o que a Apple fez de tão diferente.

Em segundo lugar, a empresa que dominar o mercado de software RFID – se a Microsoft ou outra companhia não tomar a frente – será difícil de desalojar. Eu entendo por que a Microsoft continua chegando depois, quando os mercados já estão estabelecidos, vendo as receitas que os outros estão ganhando e querendo um pedaço. Mas a Microsoft pode se tornar o gorila em um novo mercado, tornando-se tão difícil de ser dominada, assim como está sofrendo para ter músculos no mercado de publicidade em mecanismos de busca ou software para smartphone.

Se a Microsoft tornar-se fornecedor dominante de RFID middleware e aplicações, ganhar centenas de milhões de dólares anualmente, por muitos anos vindouros. E a lição ensinada a nós por Moore e por incursões mornas da Microsoft nos mercados de tocadores de MP3, motores de busca, tablets e assim por diante é que o jogador dominante será muito difícil de substituir. O mesmo é verdade para tags e fabricantes de leitores.

Como a Microsoft pode ter certeza de que a indústria de RFID vai se tornar um grande mercado de software? Não pode. Ela não sabe ao certo quanto a RFID agregará em centenas de milhões de dólares, assim como a Apple não sabia com certeza que o mercado de MP3 valeria a pena tanto assim ou que os tablets iriam decolar da forma como fizeram. A diferença entre a Apple e a Microsoft (e a maioria das outras empresas) é que a Apple estava disposta a apostar que poderia projetar, construir e comercializar produtos tão convincentes que poderia criar novos mercados. A reorganização da Microsoft por si só não pode dar-lhe esse tipo de confiança e visão.

Mark Roberti é o fundador e editor do RFID Journal.