RFID Estudos de Caso

Fábrica brasileira turbina produtividade

Material Benefits
A Technicolor Brasil tem usado o sistema de RFID por cerca de 7 meses, de acordo com Batista, e já tem uma série de benefícios constatados. Os dados gerados pelo sistema apresentam o número exato de semicondutores que chegam ao estoque, assim como onde está cada uma das placas já insertadas e a quantidade de placas em cada etapa de produção.

O sistema também habilita a companhia a realizar a retrolavagem da linha de produção, um método destinado a reduzir a quantidade total de materiais armazenados no local, por meio de cálculos sobre a quantidade de matérias-primas empregadas. Com o rastreamento em tempo real, fica sabendo exatamente do que precisa em cada fase.

“Com a tecnologia RFID, nos conseguimos confiabilidade de informações durante o movimento de materiais pela fábrica, o que torna o inventário sempre atualizado, porque o processo está todo automatizado”, disse Batista.

De acordo com Batista, a Technicolor Brasil gastou cerca de US$ 217.000 na solução, incluindo hardware e software. Nos primeiros sete meses de implantação, a companhia recuperou perto de 43% do custo, graças aos ganhos de eficiência e outros benefícios.

A implantação de sucesso da companhia está agora abrindo as portas para grandes inovações e mudanças. No futuro, a Technicolor planeja implantar tecnologias para aprimorar a eficiência em outras partes de sua linha de produção e em sua área de carga.