RFID Estudos de Caso

Airbus e fornecedores fazem validação automática

Desta forma, a empresa pode ter certeza de que, quando uma peça se move para a montagem de uma aeronave, sua tag está funcionando corretamente e os dados são corretos, armazenados nesta etiqueta e bloqueados, se necessário. O software armazena essas informações para que possam ser acessadas se a tag for lida novamente.

O novo sistema foi lançado em março de 2016 e os primeiros fornecedores de peças estão atualmente usando-o para garantir validação para a Airbus e suporte técnico no momento em que as tags são codificadas.

"O objetivo é que os fornecedores façam uma validação antecipada e detectem qualquer problema e o corrijam antes da entrega à Airbus", diz Kais Makhlouf, líder de implantação da Airbus para identificação automática de flyables.

A Airbus pretende expandir o uso do software para outros fornecedores durante os próximos meses e emprestará um kit de leitor portátil TSL a esses fornecedores quando necessário, para uso em testes. Atualmente, a empresa relata que o ATC só é compatível com o leitor TSL.

Fotos cortesia da Airbus S.A.S. e P. Pigeyre/Master Films