RFID Estudos de Caso

RFID captura ação em tirolesa no Havaí

Cada leitor utiliza até quatro antenas para assegurar a leitura, independente da posição da cabeça do cliente. Uma única tirolesa geralmente requer duas antenas, enquanto uma tirolesa dupla exige quatro. Apesar de o alcance dos leitores e antenas ser de oito metros, a Snapsportz tenta posicioná-las o mais próximo possível, sem interferir na segurança da tirolesa. A distância é geralmente quatro metros ou mais.

Ao longo de cada tirolesa, a Snapsportz posiciona 10 ou mais câmeras digitais com lentes reflex da Canon, cada uma ligada a um computador com o software da Snapsportz. As câmeras são posicionadas em pontos ideais e fazem disparos múltiplos para capturar sequências de ação. Foram projetadas para registrar imagens do exato momento em que uma pessoa deixa a plataforma da tirolesa. "Estes são os locais em que temos a melhor composição fotográfica e iluminação, além de sinal de redes sem fio", argumenta Kottke.

Em cada tirolesa, um leitor RFID foi posicionado na altura do capacete do cliente, por onde irá passar
O software, que levou vários meses para ser desenvolvido e personalizado, controla tudo, desde a sequência de fotos até a forma como os dados são coletados e processados. Quando o sistema tira uma série de fotos, as imagens são associadas com o capacete RFID de cada indivíduo e transmitidas a um servidor da Snapsportz por meio de uma rede sem fio externa.

Os clientes podem ver as suas fotografias no quiosque do resort. Depois de digitar o número do capacete para obter suas fotos na tirolesa, os clientes podem escolher de quais imagens querem adquirir impressões de alta qualidade.

As leituras precisas e consistentes das etiquetas são críticas, diz Kottke. O sistema da Snapsportz está configurado tanto para acionar a câmera imediatamente como para sincronizar-se com o momento, dependendo de onde a câmera está posicionada, a fim de capturar as imagens desejadas. O sistema captura uma sequência de imagens; isso proporciona ao cliente uma série de fotos para escolher, incluindo paradas ou sequências de movimentos. O sistema pode capturar até nove quadros por segundo.

O software também inclui recursos de acesso remoto por meio de uma rede virtual privada (VPN), que permite ao Snapsportz dar suporte a instalações distantes.