RFID Estudos de Caso

Lar para vida assistida de idosos melhora em segurança

Segundo Hickle, o estabelecimento avaliou quatro fornecedores e a Stanley Healthcare foi a única capaz de fornecer uma solução que atendesse todos os seus objetivos. "Nós só vimos sistemas de tag sem fio que poderiam ser usados com a nossa instalação Wi-Fi já existente", explica. "Era essencial ter a tecnologia sem fio para que os moradores pudessem carregar um pingente de chamadas com eles para pedir ajuda em qualquer lugar".

A Stanley Healthcare implantou sua solução AeroScout Wireless Emergency Call na instalação. O processo de implantação levou cerca de dois meses, diz Hickle, incluindo o tempo necessário para instalar os equipamentos de rastreamento e treinar o pessoal e os residentes. A solução RTLS ficou totalmente operacional em setembro de 2013.

Funcionário recebe alerta de pedido de socorro em seu telefone
Cada residente usa uma tag wireless AeroScout, permitindo pedir ajuda de qualquer lugar dentro da instalação ou em suas terras. O pingente é fornecido sem custo ao morador. As tags são projetadas para uso no chuveiro, mas não podem ser imersas em água.

Quando um residente pressiona o botão da tag, um sinal é transmitido para o software de localização da AeroScout via pontos de acesso Wi-Fi. Existem 63 pontos de acesso localizados em toda a instalação, fornecidos pelos roteadores. O software de localização processa as informações coletadas e encaminha-as para o software MobileView da AeroScout, na Web (nuvem), o que gera um alerta exibindo o nome de um residente, juntamente com a hora e o local do evento.

Funcionários podem visualizar os dados do sistema de computadores em postos de enfermagem e receber alertas via mensagens de texto em seus dispositivos móveis. Toda a atividade do sistema é capturada em um banco de dados e uma variedade de relatórios podem ser gerados em MobileView para medir o desempenho, bem como analisar as necessidades de seus moradores.