RFID Artigos

O que faz a diferença na jornada à Indústria 4.0

O setor industrial está entrando no universo de tecnologia da informação (TI) de modo efetivo desde o advento do termo Indústria 4.0

Por Walter Sanches

2 de agosto de 2019 - Investimentos em inovação, sustentabilidade e em aperfeiçoamento de processos são fundamentais para o aumento da competitividade da indústria no Brasil. O setor tem enorme relevância no cenário econômico e é responsável, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), por 22% do Produto Interno Bruto (PIB), 49% das exportações, 67% da pesquisa e desenvolvimento do setor privado e 9,4 milhões de empregos.

Por ser uma área fundamental para o País e na qual a concorrência é acirrada, lograr êxito exige um desenvolvimento contínuo de inovação, fatores que convergem à Indústria 4.0 – tema que está sendo muito discutido atualmente. O setor industrial está entrando no universo de TI de modo efetivo desde o advento do termo Indústria 4.0.

Sabemos que evoluir na aplicação do conceito é preciso aperfeiçoar os processos e ser preditivo. Olhar para o passado não basta. E como acredito no poder das boas práticas e, a meu ver, ideias para inspirar sempre são bem-vindas e ajudam a tornar a jornada menos árida, gostaria de compartilhar a experiência que estou vivenciando.

Sou responsável pela área de tecnologia da Termomecanica, indústria de transformação de cobre com um volume total de vendas em 2018 acima de 76 mil toneladas. No Brasil, contamos com três unidades fabris e dois centros de distribuição. Na América Latina, contamos com uma unidade produtiva no Chile e outra na Argentina.

São milhares de processos envolvidos e a complexidade para estabelecer a gestão de tudo isso é gigantesca. No contexto da competividade, o planejamento estratégico surge como uma ferramenta crucial para atingirmos nossos objetivos.

Queremos ser uma Indústria 4.0 e enxergamos que há várias etapas a serem vencidas. Uma delas foi investir em um projeto de Planejamento de Vendas e Operações (S&OP, sigla em inglês) -, que é um método integrado e moderno de administração logística e empresarial, capaz de gerar um ciclo contínuo de mudanças que impactam positivamente nos resultados.

No nosso caso, o S&OP foi implantado para substituir a forma de decisão de vendas e produção. O modelo anterior era sólido e estava lastreado nas ocorrências de vendas e produção recentes, mas não na demanda futura. Além do impacto direto nos negócios, em termos de cultura organizacional, o projeto trouxe a quebra de visão departamental no processo principal, que é o de Vendas, Planejamento e Operações.

Para ter uma ideia dos resultados obtidos, apenas sobre as vendas, comparando o período inicial e o final da implementação, o projeto colaborou efetivamente para que houvesse um incremento de 11% das vendas.

Indústria digitalizada

Batizamos essa iniciativa de "Termointegração", justamente para fortalecer a ideia de compartilhamento de decisões e operações. Inicialmente, focamos no entendimento de nossas necessidades e, a partir daí, iniciamos um trabalho de desenvolvimento de ferramentas de apoio, com informações para a tomada de decisão.