RFID Artigos

Internacionalização de soluções brasileiras

Durante os últimos anos, ocorreu uma drástica redução dos custos das etiquetas e dos demais componentes para a aplicação da solução RFID, o que possibilitou o investimento do cliente no método como um todo. Uma das maiores preocupações no início de um projeto RFID é o investimento nas etiquetas inteligentes e como calcular o ROI. Até existem tags de baixo custo, mas estas etiquetas pecam na qualidade. Os clientes costumam pesquisar preços da China, pressupondo que haja custos mais baixos. Mas pelo giro que a iTAG Tecnologia já representa no mercado, conseguimos ter o valor e com qualidade superior.

Os empreendedores também questionam se seu negócio está pronto para tal evolução tecnológica. Tento apresentar os benefícios do RFID e atentar para as necessidades de agilidade de informações que os negócios exigem.

Realmente, os códigos de barras são mais baratos do que a tecnologia RFID, mas questiono: Com 30.000 peças, quantos balanços você faz por ano? Quanto tempo leva? Quantas pessoas estão envolvidas no inventário? O que você faz com a diferença dos saldos do inventário? As respostas quase sempre são as mesmas, respectivamente: Um ano. Quase 12 horas de madrugada ou de porta fechada, pagando horas extras aos funcionários. 10 pessoas. Não faço nada, pois terei que fazer outro balanço após auditar as divergências.

Com essas informações, reforço como o código de barras é caro. Com RFID, o mesmo processo pode ser feito por uma pessoa em uma hora e meia de execução. Se os processos estiverem alinhados, entregaremos as divergências que serão encontradas pelo Coletor RFID ao final do inventário. Sua empresa terá um inventário auditado, e além de entregar a parte contábil do estoque, também iremos fornecer um gráfico de FIFO [first in first out] dos produtos que estão estagnados na prateleira de venda e ruptura por cor ou tamanho.

Criei a iTAG visando a ser uma ponte entre a tecnologia RFID e a demanda do mercado por soluções que otimizam os processos existentes, agilizando e qualificando os processos. Buscamos fornecer a solução completa ao cliente: consultoria técnica, etiquetas, hardware e software), passando por toda a infraestrutura necessária, até a efetivação total da solução RFID.

Como as soluções brasileiras estão alinhadas às necessidades de processos e com as padronizações da GS1, a iTAG está fechando parcerias estratégicas fora do Brasil. Atualmente, a iTAG Tecnologia possui escritórios, fábricas e representantes no Brasil, Paraguai, Portugal, Suíça e Taiwan. Junto com a Cheveste Technology, Uruguai passa a ser o próximo passo no mercado externo. Vamos trabalhar em sinergia com a abertura de um showroom e um birô de impressão, como já é realizado em Taiwan. Os serviços realizados serão voltados aos empreendedores que desejam investir em produtos e na solução RFID no Uruguai ou do Uruguai para o resto do mundo.

A RFID funciona como combustível para percorrer novos caminhos e vislumbrar novos negócios em um mercado competitivo e em constante evolução. Comprovando com excelência sua atuação nos projetos, o Brasil está se tornando um dos líderes em RFID no mundo. Colocamos em prática expertise em automatização em diversos setores: vestuários, calçados, medicamentos, alimentícios, arquivos e documentos, joias e afins. Ações como essas colaboram para a entrada de empresas brasileiras no mercado internacional. Temos orgulho de auxiliar empresas mundiais em seus projetos de RFID. Estamos levando a solução RFID “Made in Brazil” para suas matrizes fora do País.

Sérgio Gambim é diretor executivo da iTAG Tecnologia.