RFID Noticias

Clientes de parque pagam sem carteira, com RFID

Visitantes usam pulseiras contendo tags de identificação por radiofrequência para fazer compras por meio de uma conta pré-paga

Por Claire Swedberg

30 de agosto de 2012 - Os visitantes do Hersheypark, do Hershey Entertainment &Resorts Co., não precisam mais de suas carteiras para usufruir do parque de diversões, graças a um sistema que utiliza pulseiras RFID (identificação por radiofrequência) fornecidas pela Precision Dynamics Corp. (PDC). O cliente pode depositar dinheiro em uma conta pré-paga e depois usar uma pulseira de RFID para fazer pagamentos em estandes e lojas.

O parque espera que o sistema de pagamento sem contato torne as coisas mais convenientes para os visitantes. A tecnologia promete aos hóspedes fazer compras usando a pulseira, sem a necessidade de carregar uma carteira ou bolsa. O Hersheypark prevê crescimento das despesas dos clientes, segundo Greg Cetera, gerente regional de vendas do PDC, simplesmente pela praticidade do consumo pela adoção da nova tecnologia.

O sistema é o mais recente investimento do parque em tecnologia RFID para permitir que os hóspedes possam manter as mãos livres durante as visitas. Em 2008, o Hersheypark adotou a solução PDC banda inteligente para operar os armários em que os hóspedes armazenam seus bens pessoais. Para quem optar por usar um armário, o parque oferece uma pulseira inteligente que contém um chip RFID passivo, de 13,56 MHz, da Texas Instruments, compatível com a ISO 15693-2, ISO 15693-3 e ISO 18000-3. A tag da pulseira é codificada com um número de identificação único, relacionado a um armário específico.

Se um indivíduo deseja acessar um armário, pode simplesmente localizar um leitor de RFID da RFIDeas e tocar a sua pulseira ao lado do dispositivo, que irá enviar o número de identificação por cabo para o software PDC residente no sistema do Hersheypark. Então, o software irá liberar a porta do armário. Para um usuário, é simplesmente uma questão aproximar a pulseira dentro de uma polegada do leitor.

No caso do ponto-de-venda (POS), diz Dan Dengler, gerente da Hersheypark, o usuário pode carregar o dinheiro em uma conta pré-paga dentro dos vestiários, ao adquirir uma pulseira. Um leitor RFID está conectado a cada um dos 200 terminais POS da Agilysys, localizados em todo o parque. Após a primeira aquisição de uma pulseira, o cliente pode fornecer o dinheiro ou um cartão de crédito ou débito para carregar a conta com uma quantidade especificada de dinheiro. Uma família de quatro pessoas, por exemplo, pode carregar a pulseira de cada indivíduo com US$ 20, usando o mesmo número de conta.