RFID Noticias

Aplicação móvel ScholarChip permite que escola acompanhe alunos

Westbury, nos EUA, planeja testar a nova solução nos ônibus escolares, com telefones celulares habilitados para NFC e cartões de identificação automática

Por Claire Swedberg

3 de julho de 2012 - A plataforma de operação e segurança escolar da ScholarChip permite que estudantes usem cartões de identificação por radiofrequências (RFID) para verificar salas de aula, refeitórios ou outros locais do campus. Agora, a funcionalidade permite ainda que os funcionários da escola empreguem celulares habilitados com sistema de Near Field Communication (NFC), para capturar dados por meio de cartões personalizados de cada estudante. Assim, a escola pode acompanhar os alunos enquanto eles viajam de ônibus, participam de excursões ou visitam outros locais fora das salas de aulas.

A nova versão do sistema com aplicação móvel foi lançada em abril, de acordo com Maged Atiya, fundador e CTO da ScholarChip. As escolas precisam adotar celulares baseados na tecnologia Android, explica ele, dizendo que muitas já planejam fazer isso para atoras o sistema durante o próximo ano letivo, que nos Estados Unidos (EUA) começa no que segundo semestre letivo do Brasil.


Alunos aproximam seus cartões de um leitor RFID, o que gera um relatório de presença automático
Cada cartão da ScholarChip tem uma tag RFID feita com um chip Mifare fornecido pela NXP Semiconductors. A tag, que é compatível com os padrões da tecnologia NFC, pode ser usada não só para controlar a frequência dos alunos como para fazer compras dentro das escolas, em alguns casos, por meio de créditos fornecidos para refeições gratuitas ou subsidiadas.

Um estudante pode simplesmente ter a sua tag lida quando for comprar o almoço e o software no servidor (hospedado pela ScholarChip ou residente no próprio banco de dados da escola) gerencia as informações de pagamento, deduzindo dos créditos do aluno.

Até este ano, no entanto, as tags estão sendo interrogadas apenas em quiosques permanentes equipados com leitores Omnikey RFID, da HID, assim como o modelo Cardman 5321. Agora, com o telefone Android habilitado para NFC, uma escola pode dar a alguns funcionários a capacidade de ler as tags dos alunos em um ambiente externo, como em parques, nos corredores ou nos ônibus. Um celular também pode ser utilizado para identificar qualquer criança.

O usuário de telefone Android ou tablet simplesmente baixa um aplicativo da ScholarChip que permitir ler cada tag e ter o seu número de identificação enviado ao servidor ScholarChip, onde há informação sobre o titular do cartão e se essa pessoa é um estudante ou membro da equipe.


Maged Atiya, da ScholarChip
Um distrito escolar dos EUA com planos para começar a testar a solução móvel é o Westbury, em Long Island, NY, que já utiliza o sistema ScholarChip em todas as suas escolas públicas. Um total de 4.600 alunos atualmente carregam os cartões ScholarChip e 700 funcionários também os usam para controle de acesso. As escolas usam impressoras Evolis para gerar os cartões Pebble para alunos e funcionários.