RFID Noticias

ThyssenKrupp rastreia ferramentas com RFID

A empresa alemã está empregando tags passivas e leitores para monitorar o uso, manutenção e inspeção de cerca de 500 ferramentas utilizadas em uma siderúrgica

Por Claire Swedberg

1 de julho de 2012 - A ThyssenKrupp Electrical Steel, uma divisão da produtora de aço ThyssenKrupp Steel Europe, fabrica produtos siderúrgicos elétricos utilizando processos conhecidos como decapagem, laminação a frio e recozimento, que requerem uma grande variedade de ferramentas. Há sete meses, a empresa adotou identificação por radiofrequência para gerenciar as ferramentas na usina siderúrgica de Bochum, Alemanha. Agora, a ThyssenKrupp Steel Europe informa que está considerando expandir a adoção da tecnologia para gerenciar os ativos de seus outros sites. A solução foi fornecida pela Centiveo, spin-off da Siemens.

A empresa fornece ferramentas para o seu próprio pessoal, bem como para os contratantes que entram no estabelecimento para prestação de serviços. As ferramentas são armazenadas dentro de um berço, a partir do qual os usuários “emprestam” itens quando necessário. Até outubro de 2011, a gestão desses ativos era realizada por um método de gravação manual, no entanto, havia falhas no processo de controle das ferramentas.

Na fábrica de Bochum, Alemanha, a ThyssenKrupp instalou uma "caixa de empréstimo" de ferramentas com um leitor RFID embutido

O berço armazena cerca de 450 ferramentas, incluindo ferramentas manuais, chaves de impacto, talhas de corrente, instrumentos de medição e acessórios. Com o tempo, tornou-se cada vez mais difícil e demorado documentar a retirada de itens. A empresa havia criado listas para as categorias de ferramentas específicas, algumas das quais se sobrepõem. Segundo a empresa, tornou-se muito demorado para os membros da equipe observar através das listas e gravar a informação adequada sobre quais ferramentas tinham sido retiradas. Além disso, havia erros.

A empresa buscou uma solução para automatizar o processo de entrega e devolução de ferramentas e para controlar o histórico de cada ferramenta, como uso e manutenção. Para este tipo de necessidade, a Centiveo criou a solução "Ausleihbox" (caixa de empréstimo).

Com o sistema Centiveo, a ThyssenKrupp Steel Europe anexou uma tag de alta frequência D6.7-Tagspecial 2 kilobit 13,56 MHz padrão ISO 15693, da Microsensys, em cada ferramenta. Perto da porta, servindo como entrada e saída do berço de ferramentas, a empresa instalou uma "caixa de empréstimo", um dispositivo que inclui um leitor RFID Microsensys PENmini, de acordo com Andre Hanisch, gerente de negócios da Centiveo. Além disso, os funcionários carregam um porta-chaves B-Id KF23, com inlays RFID HF de 13,56 MHz.