RFID Noticias

Honeywell ajuda a automatizar inspeções e rastreamento de equipamentos

A divisão de produtos de segurança da empresa ativou uma solução RFID para fiscalizar a manutenção dos equipamentos nas áreas de trabalho

Por Claire Swedberg

9 de maio de 2012 - Os clientes da Honeywell Security Products, uma divisão de produtos da empresa Honeywell, estão realizando testes para rastreamento com RFID de novos equipamentos de segurança e soluções de gestão, em um projeto conhecido como Enabled Safety Products (ESP). O sistema foi projetado para aumentar a segurança dos usuários de equipamentos, permitindo coletar e armazenar registros de cada item inspecionado e detalhes sobre onde e como cada parte do equipamento está sendo utilizada e por quem. Através da leitura de tags passivas de RFID EPC Gen 2 UHF, um usuário pode saber a condição de funcionamento de cada equipamento em uso, entre outras informações.

Ao utilizar o sistema ESP em um equipamento de segurança para setores como construção, petróleo e gás ou empresas de serviços públicos, como água e luz, pode-se manter um registro eletrônico contendo o seu histórico e, assim, melhorar a segurança, garantindo que serão realizadas todas as inspeções ou atribuídas corretamente para cada profissional. Segundo John Roth, gerente de produtos da Honeywell, "o sistema pretende oferecer um ambiente de trabalho mais seguro".

A Honeywell está anexando as tags em muitos dos produtos de segurança que fabrica, incluindo proteção contra quedas e para proteção de olhos. Com o sistema, os usuários também podem rastrear produtos mais antigos da Honeywell ou os produzidos por outros fabricantes, diz Roth, simplesmente colando uma etiqueta RFID e digitando o número de identificação exclusivo para realizar o registro em uma rede segura, centralizada, com banco de dados baseado na internet.

A maioria das empresas que utilizam equipamentos de segurança, tais como empresas de construção ou de serviços públicos, geralmente documentam seus equipamentos e as suas inspeções em documentos de papel e inserem manualmente os registros em uma planilha Excel da Microsoft. O sistema ESP, no entanto, foi projetado para automatizar e dinamizar este processo, permitindo o armazenamento de dados relacionados a um número de identificação individual gravado na etiqueta de cada item.

No momento da fabricação de um dos produtos de segurança da Honeywell, como um cinto de segurança, uma tag é anexada ao item imediatamente. Na fábrica, cada etiqueta é interrogada com um leitor de RFID, para realizar o registro do número de identificação em um banco de dados de produtos. Os itens de segurança ativados podem então permitir que o cliente use as informações para gerenciar até mesmo o seu ciclo de vida. Desta forma, o cliente pode gerenciar melhor o equipamento de segurança no local de trabalho e, no caso de uma auditoria, tem como mostrar um registro eletrônico desde a fabricação do equipamento até o histórico de inspeções.

Assim, quando uma empresa compra um produto, o que normalmente ocorre por meio de um distribuidor, tem como optar por se inscrever no sistema ESP, com uma taxa anual baseada no número de itens a serem monitorados. Para se inscrever, o usuário precisa visitar o site do ESP e configurar uma conta. O cliente pode contratar um leitor de mão ou fixo que será fornecido pela Honeywell – a marca e o modelo variam, assim como o PC ou laptop.