RFID Noticias

RFID CoE auxilia empresas a adotar a tecnologia no Brasil

O centro brasileiro de excelência em identificação por radiofrequência atua tanto no desenvolvimento local de soluções como no teste prévio para diversas empresas

Por Edson Perin

23 de março de 2012 - Resultado de uma parceira entre a HP e o FIT Instituto de Tecnologia , em Sorocaba (SP), o RFID CoE (Center of Excellence) – ou Centro de Excelência em RFID – iniciou suas operações em 2005, para testar o uso de tags RFID (etiquetas para identificação por radiofrequência) anexadas diretamente a produtos e não mais a caixas ou pallets, tendo a fábrica de impressoras da HP no interior paulista como ponto de partida para os primeiros experimentos com a tecnologia. O RFID CoE é, assim, um dos grandes passos concretos para incrementar a identificação por radiofrequência no Brasil.


Vista aérea do RFID Center of Excellence (CoE), em Sorocaba (SP)
Reconhecido internacionalmente por sua competência e pioneirismo na implantação de soluções para indústria de manufatura, logística e pontos de vendas no Brasil, o RFID CoE tem se dedicado a avaliar e definir qual é a melhor solução para implementar a tecnologia de identificação por radiofrequência nas empresas, levando em consideração produtos e processos (Leia a matéria “Desvio de remédios de alto custo pode ser evitado com tecnologia RFID” sobre a solução desenvolvida pela empresa catarinense Gtt).

O RFID CoE é o primeiro laboratório no Brasil acreditado pela EPCglobal, órgão regulador de padrões internacionais para a adoção e o desenvolvimento da tecnologia RFID no mundo (EPC ou Código Eletrônico de Produto) e que concedeu ao centro brasileiro o selo de laboratório acreditado (EPCglobal Accredited Performance Test Center). Em 2009, o RFID CoE tornou-se o primeiro laboratório do mundo a possuir o escopo completo de testes da EPCGlobal, com o processo de Static Test. Além disso, o FIT, onde funciona o RFID CoE, está credenciado pelo CATI (Comitê da Área de Tecnologia da Informação e Comunicação), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

São quatro os pilares de atuação do RFID CoE: Customer Experience (experiência do consumidor); Laboratório de Ruídos e Qualificação; Laboratório de Aplicações; e RFID for the Future (RFID para o futuro). Em Customer Experience, o RFID CoE oferece aos clientes a oportunidade de vivenciar e experimentar aplicações avançadas e reais com RFID para, assim, compreender os seus benefícios.

Imagine, por exemplo, comprar um vinho em uma loja em que, ao se retirar uma garrafa da prateleira, uma tela de alta definição (HD) ao seu lado passe um vídeo explicando as características da bebida, desde o processo de produção da fruta, o tipo de uva escolhido e sua seleção, a produção do vinho e as suas qualidades de coloração, aroma e sabor.