RFID Noticias

Petrobras lança Posto de Gasolina do Futuro com tecnologia RFID

Parceria entre BR Distribuidora e Intel levou o simples ato de abastecer o carro a um nível elevado de experiência e satisfação para o consumidor

Por Edson Perin

9 de março de 2012 - Quem diria? O futuro pode estar chegando em um carro elétrico, identificado por uma tag de RFID (identificação por radiofrequência) e reabastecido – ou recarregado? – em um posto da Petrobras Distribuidora, equipado com uma excelência tecnológica incomparável. Se o futuro já estivesse em todos os postos de combustível da cidade de São Paulo e a maioria dos carros usasse eletricidade para se mover, talvez não tivéssemos de enfrentar de modo tão agudo os problemas provocados pela greve dos motoristas de caminhão que realizam o transporte de combustíveis, nesta semana.

Fachada do Posto do Futuro: experiência única para usuários

Sem querer colocar em questionamento a legitimidade – ou não – do movimento dos caminhoneiros, o Posto do Futuro da Petrobras, recém-lançado na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, talvez pudesse funcionar muito bem apesar do bloqueio da distribuição de combustíveis líquidos. O que dá esta sensação é o fato de o novo ponto de venda de produtos e serviços para veículos e seus condutores ser equipado com uma infraestrutura completa e sustentável para, por exemplo, recarregar baterias de scooters e motos, por meio de sistemas de coleta e armazenamento de energia elétrica de origem solar.

Mas o principal, para nós do RFID Journal, está nas possibilidades que o posto oferece em termos de tecnologia de identificação por radiofrequência, cuja solução foi desenvolvida e implantada especialmente para oferecer, entre outras coisas, uma experiência inovadora e especial para o usuário do estabelecimento.

Fruto de uma parceria entre a BR Distribuidora, divisão da Petrobras responsável pelos postos BR, e a Intel, o Posto do Futuro representa um primeiro passo para o que até 2014 pode se tornar uma realidade no Brasil: a identificação de todos os veículos com tags RFID, por meio de um projeto governamental chamado Siniav (Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos).