RFID Noticias

Brasil-ID pretende rastrear mercadorias em circulação no país

Com um sistema nacional de gestão conectado ao Brasil-ID, pretende-se integrar os sistemas do governo com as empresas que poderão demandar ou prover recursos próprios e, ainda, especificar, analisar, projetar, dimensionar e desenvolver softwares básicos de gestão nacional e centralizada de dados e transações do Brasil-ID a ser gerenciado pelo governo por meio de uma entidade designada para tal. Também estão previstos os desenvolvimentos de soluções de integração de sistemas (middleware) que permitam incorporar automaticamente os diversos sistemas de informação para interagir com os sistemas do Brasil-ID, como, por exemplo, a interface de comunicação com os sistemas da Nota Fiscal Eletrônica. Além disso, o middleware também suportará comunicação padronizada para integração de leitores de RFID e sistemas de comunicação associados, distribuídos pelo território nacional.

Posto Fiscal: controle da circulação de mercadorias por RFID

Especificar, projetar e implantar uma infraestrutura tecnológica para integrar as Secretarias de Fazenda e a Receita Federal será um dos desafios do Brasil-ID, assim como desenvolver softwares especializados para a integração, gestão e geração de dados e controles inteligentes que garantam agilidade na fiscalização pelos postos fiscais, comandos volantes e auditorias nas empresas a partir das interações ocorridas entre os sistemas dos Estados e do Brasil-ID.

O projeto visa ainda a regulamentar o uso da tecnologia RFID para todo território nacional, visando a atender as demandas do segmento de governo e empresarial, criando sistemas de informação com interface na internet com diferentes níveis de permissão para garantir acessos restritos a diferentes tipos de informações. E, por fim, adquirir, desenvolver e implementar toda a infraestrutura tecnológica, para a completa operacionalização do Brasil-ID, incluindo servidores, leitores de tags RFID, sensores e atuadores para os postos fiscais, dentre outros.