RFID Noticias

Livro aborda RFID com enfoque na realidade brasileira

Aprovada pelo RFID Center of Excellence, a obra esclarece conceitos técnicos ao mesmo tempo em que revela oportunidades para os negócios

Por Edson Perin

17 de fevereiro de 2012 - RFID é a sigla para Radio Frequency IDentification ou, em português, Identificação por Radiofrequência. Mas o que isto significa? De onde vem esta tecnologia? Para que serve? Como funciona? Quem organiza a sua evolução? Um livro lançado pela editora da PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul), já em sua segunda edição, aborda estes temas, mas com um diferencial muito importante: responde a todas estas questões dentro da realidade brasileira. Além disso, a obra “Implementando RFID na Cadeia de Negócios – Tecnologia a serviço da Excelência” tem enfoque na implantação de RFID na cadeia de negócios.

Capa do livro
Escrito por diversos autores especializados em RFID e suas particularidades, o livro foi aprovado pelo RFID Center of Excellence (RFID CoE), em Sorocaba (SP), que tem realizado cursos, pesquisas e estudos com o intuito de expandir o conhecimento sobre a tecnologia de identificação por frequência de rádio no Brasil. De acordo com os organizadores, cada capítulo do livro foi concebido para tratar um assunto relevante para a compreensão dos conceitos básicos de RFID, entre eles, padrões e regulamentações; o funcionamento das antenas, etiquetas e leitores; e o desenvolvimento de software e periféricos. As partes do livro são formadas por artigos de especialistas em temas ou em uma determinada característica da tecnologia.

No capítulo sobre o conceito de radiofrequência, os autores Hugo Enrique Hernandes Figueroa, Gilliard Nardel Malheiros Silveira e Renata Rampim de Freitas Dias explicam o espectro eletromagnético, suas faixas de frequência e o protocolo anticolisão para RFID numa linguagem que permite, mesmo aos leigos em tecnologia, compreender os desafios a se enfrentar em situações diversas em que o uso da tecnologia pode ser afetado por fatores externos.

O capítulo terceiro aborda os padrões e regulamentações inerentes à identificação por frequência de rádio, explicando as bases necessárias ao desenvolvimento tecnológico por meio das especificações ou dos requisitos para produtos. São esclarecidos aspectos como as normas ISO/IEC, os padrões EPC [2] e como funcionam o EPCglobal Network e Architecture Framework.

O especialista Manoel Vitório Barbin escreveu a parte sobre antenas, na qual explica o que é este aparelho e sua função dentro dos projetos de RFID. Numa abordagem mais técnica, podem-se compreender as funcionalidades que cada tipo diferente de antena pode atingir, em função de seu tamanho e formato. Sobre as etiquetas e os leitores, Fabiano Hessel e Marcelo Azambuja explicam as características e usabilidades das etiquetas passivas, semipassivas e ativas, os protocolos de comunicação com leitores, tipos de leitores etc.