RFID Noticias

Container Centralen Diz que RFID Fornece 'Substancial' Redução de Custos

O provedor de logística de horticultura informa que menos de um ano após seus 3.840.000 carrinhos elétricos terem sido equipados com tags RFID, a empresa e seus clientes estão vendo os benefícios reais.

Por Rhea Wessel

27 de outubro de 2011 - Passaram-se 10 meses desde que a Container Centralen (CC), uma empresa dinamarquesa que possui e mantém carrinhos utilizados pela indústria de horticultura, entrou em operação com a sua implantação RFID, que envolveu a instalação de tags RFID passivas EPC Gen 2 em 3,84 milhões de carrinhos utilizados pelos seus clientes europeus, bem como a infra-estrutura de acompanhamento dos leitores RFID em 60 depósitos da CC e quatro oficinas.

Falando na quarta-feira na conferência e exibição RFID Journal LIVE! Europa 2011, realizada em Amsterdam, Soren Moller Sorensen, diretor chefe de operações da CC, explicou que, embora sua empresa experimente alguma resistência inicial dos clientes no que diz respeito ao projeto de marcação, muitos agora estão expressando curiosidade sobre a identificação por radiofrequência e, em alguns casos recentes, o interesse em instituir novas aplicações RFID envolvendo carrinhos.


Clientes da Container Centralen usam carrinhos elétricos para transportar e exibir plantas.
"Os clientes não estão mais falando negativamente sobre RFID", afirmou Sorensen. "É muito mais construtivo agora. Empresas de horticultura estão perguntando o que podem fazer com RFID e quais leitores devem comprar".

Clientes da Container Centralen expressaram preocupação que o rastreamento dos carrinhos via RFID possa fazer com que informação confidencial da empresa fique acessível a competidores, Sorensen explicou, ou, de algum modo, violar sua privacidade.

CC começou a usar as tags em 10 de janeiro de 2011, depois de vários atrasos no projecto, devido à hesitação do cliente. "Estávamos prontos, mas os clientes precisavam de mais tempo para aprender sobre RFID e se preparar para o projeto RFID", observou Sorensen, enquanto na margem da conferência.

Colocar uma tag RFID na base de cada um de seus 3.840.000 carros, que contém prateleiras e são usados para transportar, armazenar e exibir plantas levou apenas cerca de dois meses e meio, Sorensen disse, porque a CC pediu aos seus clientes para realizarem a marcação, usando tags especialmente projetadas, fabricadas pela Confidex. Embora propriedade da CC, os carrinhos são utilizados nas instalações de 200.000 de seus clientes, composto por produtores, atacadistas, exportadores, consolidadores, empresas de transporte e varejistas — muitas delas pequenas empresas.