RFID Noticias

RFID Traz Benefícios Inesperados à American Apparel

Uma redução importante nos roubo por funcionários, menos erros de processamento e menor rotatividade de funcionários adicionam ao retorno sobre o investimento em RFID da empresa.

Por Mark Roberti

14 de outubro de 2011 - A American Apparel, uma fabricante e varejista de roupas verticalmente integrada com sede em Los Angeles, já implantou identificação por radiofrequência em mais de 50 das suas 285 lojas e espera que implantar em um total de 100 lojas até final do ano. A empresa informa que o sistema não só forneceu os melhores níveis precisão de inventário que estavam procurando, como também forneceu alguns benefícios inesperados, incluindo um declínio significativo no roubo de funcionários. Estes benefícios adicionais estão contribuindo para vantagens que compensam o custo de tomar dinheiro emprestado para pagar a instalação da solução em cada local, criando assim benefícios imediatos para a empresa.

"Como muitos varejistas, furto interno e problemas de processos representam cerca de 60 por cento de nossa diminuição de estoque", diz Stacey Shulman, vice-presidente de tecnologia da American Apparel. "RFID, ao que parece, afeta esse fator interno de uma forma profunda. Medimos tudo e temos controle sobre cada item. Cada item conta e, quando mudarmos essa cultura, os empregados começarão a tratar melhor o produto. O furto interno diminui e os erros de processo também".


Stacey Shulman, vice-presidente de tecnologia da American Apparel
Exemplos de erros de processo que contribuem para encolhimento do estoque, diz Shulman, incluem erros de recepção, movimentação de bens para a área de vendas sem primeiro criar a documentação adequada, receber itens, mas não movê-los para a área de vendas e transferir os produtos errados entre as lojas. "A RFID permite-nos captar essas exceções diariamente", afirma ela, "para que elas possam ser corrigidas."

Dentro das lojas que implantaram o sistema de RFID, o encolhimento de estoque interno diminuiu em uma média de 55 por cento, diz Shulman, e, em algumas lojas, chegou a 75 por cento. Ela atribui essa queda à redução de erros de processo, bem como uma mudança na cultura da American Apparel.

"Como estamos acompanhando cada item, estamos lembrando a nossa equipe que todos e cada item tem valor", explica Shulman. "Eu o comparo aos alimentos a granel em supermercados. Quando você embala alimentos ou mede de forma controlada, você está dizendo ao consumidor este item tem valor e a maioria das pessoas nunca consideraria abrir a embalagem e comê-lo na loja sem pagar por isso. Mas quando você deixa os itens a granel de alimentos a mostra, essas mesmas pessoas podem pensar que não é nada demais provar o alimento. Itens que não são regularmente medidos têm um valor percebido inferior".

Em abril de 2011, a American Apparel informou que esperava ter 100 de suas 285 lojas nos Estados Unidos e ao redor do mundo equipadas com sistemas de RFID em pleno funcionamento até o final deste ano (ver American Apparel Adiciona 50 Novas Lojas em Lançamento Agressivo de RFID). Shulman diz que, dado que as economias de usar o sistema praticamente cobrem o custo de implantação, — a American Apparel está arrendando o equipamento, ao invés de pagar à vista — o negócio avançaria mais rapidamente, se pudesse.